sicnot

Perfil

Mundo

ONU exorta regime sírio a autorizar imediatamente ajuda humanitária

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, instou esta quinta-feira o regime sírio a autorizar "imediatamente" a distribuição de ajuda humanitária no país, considerando "particularmente lamentável" que se esteja a "perder tempo" nesta matéria.

As Nações Unidas receberam autorização do governo síria a 06 de setembro para distribuir ajuda humanitária nas localidades sitiadas de Madaya, Zabadani, Foua, Kefraya e Mouadamiyat Al-Cham.

No entanto, declarou Staffan de Mistura, a ONU "precisa agora de uma autorização final". E precisa dela imediatamente, acrescentou o responsável aos meios de comunicação social, no final de uma reunião de trabalho sobre ajuda humanitária na Síria. "É particularmente lamentável, estamos a perder tempo", lamentou.

A Rússia concorda connosco neste ponto", realçou Staffan de Mistura, reiterando que os russos - que apoiam o regime sírio - estão dececionados.

A ONU espera poder encaminhar ajuda humanitária na sexta-feira para a zona a leste de Alepo, onde - segundo a organização - vivem entre 250 e 275 mil pessoas em bairros rebeldes sitiados, indicou Jan Egeland, que dirige o grupo de trabalho sobre a ajuda.

Staffan de Mistura explicou que no caso de Alepo, a ONU não precisa de uma autorização final para fazer chegar ajuda humanitária, uma vez que existe um sistema no qual as Nações Unidas simplesmente notificam o governo sírio da chegada de colunas humanitárias através da rota do Castello, um eixo a norte da cidade.

A frágil trégua nos combates na Síria entrou em vigor na segunda-feira e foi prolongada por 48 horas pelos norte-americanos e russos, mas a ajuda humanitária prometido e há muito aguardada ainda não foi distribuída.

Staffan de Mistura explicou ainda que este acordo prevê a desmobilização militar ao longo da rota do Castello e a criação de um "ponto de controlo".

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.