sicnot

Perfil

Mundo

Supertufão Meranti chega à China após passagem por Taiwan

Supertufão Meranti chegou hoje à costa oriental da China

© Stringer . / Reuters

O supertufão Meranti chegou hoje à costa oriental da China após a sua passagem por Taiwan, onde deixou nove feridos, três desaparecidos e um rasto de devastação, segundo indicou o Centro de Resposta de Emergências da ilha.


O Meranti, o tufão mais forte a atingir Taiwan nos últimos 21 anos, chegou à cidade de Xiamen, na província chinesa de Fujian, em frente à Ilha Formosa, às 03:05 (20:05 em Lisboa), de acordo com a agência oficial chinesa Xinhua.

Ao entrar na China, o Meranti perdeu força, com a intensidade do vento a diminuir para 118,8 quilómetros por hora e rajadas de até 154,8, enquanto na quarta-feira chegaram a atingir os 263 quilómetros por hora em Taiwan, indicou o Serviço Meteorológico da ilha.

Pelo menos 825 casas sofreram cortes no abastecimento de eletricidade, segundo dados da elétrica Taipower.

Como medida preventiva, por causa do impacto do tufão, os reatores nucleares em Hengchun, no sul da China, foram desligados, segundo um comunicado da mesma empresa.

A terceira central nuclear de Taiwan, que alberga dois reatores, foi atingida por rajadas de vento de até 191 quilómetros por hora, o que estabelece um recorde em 120 anos, dando a ideia da força do Meranti.

Graças a evacuações e outras medidas de prevenção, incluindo o uso de dezenas de milhares de sacos de terra para impedir inundações em edifícios, os danos causados pelo Meranti em Taiwan, ainda que significativos, não foram tão elevados como seria de esperar atendendo à força do tufão.

Voos com partida de Hong Kong e Macau com destino a Taiwan sofreram cancelamentos e atrasos na quarta-feira.

As duas regiões administrativas especiais chinesas içaram o sinal 1 de tufão -- o mais baixo numa escala até dez -- hoje levantado.

Lusa

  • Supertufão Meranti paralisa sul de Taiwan

    Mundo

    O supertufão Meranti, com ventos até 263 quilómetros por hora, paralisou o sul de Taiwan e causou inundações e danos em edifícios e infraestruturas, provocando cortes de energia em mais de 180 mil habitações, na terça-feira.

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.