sicnot

Perfil

Mundo

Cabo Verde decreta dois dias de luto nacional por morte de antigo presidente

O Governo de Cabo Verde decretou dois dias de luto nacional pela morte do antigo Presidente António Mascarenhas Monteiro, falecido esta sexta-feira aos 72 anos.

O anúncio do luto nacional, que vigora até segunda-feira, foi feito pelo primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva, no final da reunião do Conselho de Ministros.

Na mesma ocasião, Ulisses Correia e Silva endereçou "condolências à família enlutada" e sublinhou o "importante contributo para a democracia em Cabo Verde" do primeiro chefe de Estado eleito por voto universal em Cabo Verde.

O primeiro-ministro classificou Mascarenhas Monteiro como um "homem dedicado à causa pública" e de "grande sentido de Estado".

Ulisses Correia e Silva disse ainda que o Governo está a articular com a família os detalhes do funeral de Estado.

O antigo Presidente da República de Cabo Verde António Mascarenhas Monteiro, o primeiro chefe de Estado cabo-verdiano democraticamente eleito, faleceu hoje aos 72 anos, na cidade da Praia, vítima de doença.

Natural de Santa Catarina de Santiago, jurista e magistrado, António Mascarenhas Monteiro foi o primeiro presidente da República de Cabo Verde eleito por voto direto e universal, em fevereiro de 1991, com o apoio do Movimento para a Democracia (MpD).

Cinco anos depois, em 1992, foi reeleito sem qualquer adversário, de novo com o apoio do MpD.

Lusa

  • Younes Abouyaaqoub, o homem mais procurado de Espanha
    1:53
  • Vila de Gavião viu-se cercada pelas chamas
    2:17
  • Costa desafia PSD para pacto depois das autárquicas
    1:14
  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22