sicnot

Perfil

Mundo

Duas pessoas detidas em operações antiterrorismo na Bélgica

As autoridades belgas detiveram esta sexta-feira duas pessoas no seguimento de operações antiterrorismo em Bruxelas e em Liege, no sudeste da Bélgica, anunciou um responsável da Procuradoria federal do país.

A polícia fez buscas a duas casas nos bairros de Haren e Schaarbeek, em Bruxelas, e na cidade de Liege, na região francófona da Valónia, acrescentou a mesma fonte em comunicado.

"Duas pessoas foram detidas e vão ser interrogadas pelos investigadores", explicou o mesmo responsável, acrescentando que um juiz vai decidir mais tarde sobre se prolonga ou não o período de detenção.

Um juiz especializado em casos de terrorismo ordenou as operações "no seguimento de uma investigação federal ainda em curso às atividades de um grupo terrorista", realça-se no comunicado.

A televisão belga RTBF noticiou que os dois detidos são um homem de 28 anos e a sua companheira.

Ainda de acordo com as fontes (não identificadas) da RTBF, o homem detido tinha participado ativamente num chat na aplicação Telegram (encriptada), no qual teria indicado que se estava a preparar para realizar um atentado".

O homem teria ficha na polícia por ligações a atividades criminosas, mas não por ligação a atos terroristas, indicou ainda a RTBF.

As autoridades belgas estão a tentar perceber se há ligações entre os utilizadores do Telegram recentemente detidos em França e o homem detido hoje na Bélgica.

Na quarta-feira, um adolescente foi detido no decorrer de uma operação na zona nordeste de Paris dirigida contra a rede do extremista francês Rachid Kassim, com quem o jovem teria estado em contacto - através do Telegram - sobre um atentado terrorista.

Os jihadistas que alegadamente planearam e executaram os ataques terroristas em Paris, a 13 de novembro (que mataram 130 pessoas e deixaram feridas centenas de outras), cresceram e radicalizaram-se na Bélgica.

Em março, jihadistas ligados a uma célula de Paris realizaram atentados à bomba suicidas em Bruxelas, matando 32 pessoas num terminal de aeroporto e numa estação de metro perto da sede da União Europeia.

Ambos os ataques, em Paris e Bruxelas, foram reivindicados pelo Daesh.

Com Lusa

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • Rui Santos revela novos e-mails que envolvem o Benfica
    1:52
    Tempo Extra

    Tempo Extra

    3ª FEIRA 23:00

    No programa da SIC Notícias Tempo Extra, Rui Santos revelou esta terça-feira que o blogue de Hugo Gil, associado ao Benfica, partilhou informação privilegiada da APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) com várias figuras do clube da Luz.

  • Fredy Montero é reforço do Sporting

    Desporto

    O colombiano Fredy Montero está de regresso ao Sporting, anunciou o clube. O avançado de 30 anos já tinha vestido a camisola dos leões entre 2013 e 2015, antes de passar pelos chineses do Tianjin Teda e nos canadianos dos Vancouver Whitecaps.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, como já tinha sido divulgado, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo"
    2:31
  • Governo vai proibir refeições nos monumentos com estatuto de panteão
    0:53

    País

    O Governo vai acabar com as refeições no Panteão Nacional e em edifícios com estatuto semelhante, como os mosteiros dos Jerónimos e da Batalha. A decisão foi anunciada esta terça-feira pelo ministro da Cultura, no Parlamento. Luís Filipe Castro Mendes esclareceu que a decisão surge no âmbito da revisão do regulamento sobre os monumentos.