sicnot

Perfil

Mundo

Equador ratifica a vigência do asilo concedido a Julian Assange

O Governo equatoriano ratificou esta sexta-feira o asilo concedido há quatro anos ao fundador do portal Wikileaks, Julian Assange, depois de se saber que um tribunal de recurso sueco manteve a ordem de detenção emitida em 2010 contra o australiano.

Em comunicado, o Ministério das Relações Exteriores anunciou que o Tribunal da Relação de Estocolmo negou a Assange -- asilado desde 2012 na embaixada do Equador em Londres -- o seu pedido de levantamento da ordem de detenção.

Relativamente a esta decisão, o Governo do Equador reiterou a "validade das conclusões e recomendações" emitidas pelo Grupo de Trabalho sobre detenções arbitrárias das Nações Unidas, indicou o Ministério das Relações Exteriores em comunicado.

Esse parecer estabelece que Assange "se encontra detido de forma arbitrária, e que deve ser libertado imediatamente", acrescenta.

O ministério recordou que desde junho de 2012, o Governo do Equador tem tomado iniciativas "para assegurar o devido processo, evitar atrasos desnecessários e alcançar uma solução satisfatória para todas as partes".

Em várias ocasiões -- acrescentou -- o Governo equatoriano propôs à Suécia vias alternativas para avançar com as diligências.

No comunicado, o ministério afirmou que "fiel à sua larga tradição de defesa dos direitos humanos, em particular os das vítimas de perseguição política, o Equador ratifica a vigência do asilo concedido a Julian Assange há quatro anos".

O Equador "reafirma a sua intenção de salvaguardar a sua integridade física e a sua vida até que o asilado chegue a um lugar seguro", concluiu.

Em Copenhaga, foi noticiado hoje que a decisão do Tribunal da Relação reafirma a decisão de há quatro meses de um tribunal inferior, que declarou que Assange continua a ser suspeito e que existe o risco de querer evitar um julgamento ou uma hipotética pena.

Os advogados de Assange anunciaram, numa declaração em Londres, que o australiano irá recorrer da decisão.

Lusa

  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.

  • Ricardo Salgado constituído arguido e interrogado no DCIAP
    2:46

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES está a ser ouvido no DCIAP, a responder às questões do procurador Rosário Teixeira e do inspetor da Autoridade Tributária Paulo Silva. Têm sido levantadas dúvidas quanto ao dinheiro em contas de Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates, e suspeita-se que grande parte desses 20 milhões de euros tenham vindo de sociedades com ligação ao grupo Espírito Santo.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".