sicnot

Perfil

Mundo

Ex-primeiro-ministro do Burkina Faso detido por assassinato na revolta popular de 2014

O último líder do Governo do Presidente Blaise Compaoré, Luc Adolphe Tiao, deposto por uma revolta popular em 2014, foi acusado de assassinato e detido esta sexta-feira, disse à Agência France Presse fonte judicial.

De acordo com o procurador-geral do tribunal superior de Justiça do Burkina Faso, o ex-primeiro-ministro Luc Adolphe Tiao foi detido e conduzido à prisão Ouagadougou hoje de manhã, no âmbito da investigação da insurreição popular de outubro de 2014".

"Foi acusado de assassinato, agressão e ferimentos intencionais e cumplicidade em todos estes atos", precisou o magistrado.

Lusa

  • "É preciso despartidarizar o sistema de Proteção Civil", diz Duarte Caldeira
    2:47
  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • Arcebispo de Braga pede responsabilidades pelos incêndios
    1:40

    País

    Braga também sofreu um dos mais violentos incêndios dos últimos anos. O fogo descontrolado atravessou várias freguesias e destruiu duas empresas. A igreja, pela voz do arcebispo de Braga, pede ação e o apuramento de responsabilidades, face a esta calamidade.

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06