sicnot

Perfil

Mundo

Número de mortos em ataque suicida no Paquistão sobe para 24

Pelo menos 24 pessoas morreram e 29 outras ficaram feridas esta sexta-feira num atentado suicida numa mesquita na região de Mohmand (noroeste do Paquistão), quando cerca de 200 fiéis assistiam às orações de sexta-feira.

"Um bombista suicida que estava entre os fiéis imolou-se à entrada da mesquita. 'Gritou Alá é grande!'. Pelo menos 23 pessoas morreram e outras 29 ficaram feridas", afirmou à agência EFE Naveed Akbar, sem incluir nos mortos o próprio terrorista.

Naveed Akbar é um dos responsáveis da administração de Mohmand, a zona do noroeste do Paquistão em que se produziu o ataque.

A mesma fonte assegurou que "todos os feridos foram transferidos para hospitais em Charsadda e Peshawar", na província de Khyber Pakhtunkhwa.

O atentado ocorreu perto das 13:30 hora local (09:30 em Lisboa) na mesquita Gul Muhamand, na região de Mohmand, situada nas áreas tribais do noroeste do país, disse um outro responsável pela segurança da zona, Gulab Khan.

"Mais de duzentas pessoas participavam na oração de sexta-feira e teme-se que haja mais vítimas", indicou este elemento da polícia tribal.

O ataque aconteceu um dia depois de terem terminado as celebrações do Eid al-Adha, a festa muçulmana do sacrifício.

Na terça-feira, no primeiro dia destas festividades, dois polícias morreram e quatro ficaram feridos quando uma bomba foi acionada à passagem de um veículo policial em Quetta (oeste). Horas antes, uma mesquita xiita do sul do Paquistão tinha sido visada num ataque realizado por um terrorista suicida, que se fez explodir.

Lusa

  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual, onde aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • Seis meses depois da tragédia de Pedrógão Grande
    5:55

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assinalou-se este domingo meio ano desde que o país ficou em choque com o rasto de morte e destruição causado pelos incêndios florestais na região centro. A tragédia de Pedrogão Grande foi há precisamente seis meses. Enquanto segue a reconstrução no tempo possível e com o Natal à porta, a vida prossegue, mas não voltará a ser mesma.