sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal espanhol condena a prisão pai que sacudiu violentamente o filho bebé

Um tribunal espanhol condenou esta sexta-feira a 15 meses de prisão um pai que provocou lesões neurológicas graves ao filho bebé ao sacudi-lo violentamente porque não parava de chorar, noticiou a agência EFE.

O tribunal considerou o homem autor de um crime de ofensa à integridade física por negligência grave e, além da pena de prisão, retirou-lhe o poder paternal por um período de 15 meses e proibiu-o de se aproximar da criança durante três anos.

A Audiência de Cantábria confirmou assim a sentença ditada por um tribunal de Santander, que considerou provado que as sequelas sofridas pela criança -- dificuldades motoras, epilepsia, estrabismo e hidrocefalia -- foram provocadas pelo ato do pai.

Os factos ocorreram a 10 de julho de 2013, na casa da família, quando o bebé, então com cinco meses e dez dias, começou a chorar, lê-se na sentença, hoje publicada.

Incapaz de acalmar o bebé, o pai, que estava sozinho em casa com o filho, sacudiu-o bruscamente, omitindo "as mais elementares normas de diligência exigidas" no cuidado de uma criança daquela idade.

Na manhã seguinte, o bebé tinha vómitos, falta de apetite e hipotonia, e o pai levou-o a um centro médico para que fosse observado.

Nessa altura, foram diagnosticados um traumatismo cranioencefálico, crises epiléticas e hematomas. O bebé esteve hospitalizado dois meses.

O tribunal admitiu que o pai não teve consciência de que o seu ato podia ter consequências tão graves.

Lusa

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.