sicnot

Perfil

Mundo

Capriles decreta "emergência alimentar" na região da Grande Caracas

O ex-candidato presidencial opositor, Henrique Capriles Radonski, decretou esta segunda-feira "emergência alimentar" devido à escassez de produtos básicos, em Miranda, uma das regiões que fazem parte da Grande Caracas, na Venezuela.

"Atualmente, 17,2% das pessoas (de Miranda) remexem entre o lixo para poderem alimentar-se. Estamos numa situação de emergência", denunciou, durante uma conferência de imprensa em Caracas.

Capriles, que também é governador de Miranda, explicou que um estudo recente dá conta de que apenas 41,2% dos venezuelanos fazem três refeições por dia e que 62,9% tiveram que ausentar-se do seu lugar de trabalho para poder adquirir produtos alimentares, naquela região.

Também que apenas 10,7% da população de Miranda tem acesso às bolsas de alimentos que o Governo venezuelano distribui através dos Comités Locais de Abastecimento e Produção.

Por outro lado, anunciou que a Superintendência de Administração Tributária de Miranda (Satmir) destinará, segundo um decreto regional, parte dos seus recursos para organizar mercados, distribuir proteínas e impulsionar programas para a produção e processamento de alimentos.

"Através de Satmir teremos um ingresso entre os 2 e os 3%, destinado ao programa de alimentação escolar. As crianças são mais vulneráveis e segundo um um estudo que fizemos entre julho e agosto, 50% delas vão para a cama dormir com fome, ou seja, a metade. E, quase um terço (das crianças) come ao dia apenas o que lhe dão na escola", declarou.

O ex-candidato presidencial opositor questionou o "gasto" feito pelo Governo do Presidente Nicolás Maduro para organizar a XVII Cimeira do Movimento de Países Não Alinhados (MNOAL), que decorreu entre 13 e 18 de setembro na ilha venezuelana de Margarita.

"Os nossos meninos passam fome, enquanto Maduro e a sua cúpula esbanjam os recursos dos venezuelanos num 'show' que foi uma 'burla' (zombaria) ao nosso povo", frisou, vincando que com o dinheiro usado "era possível alimentar todas as crianças em programas de nutrição escolar durante seis meses".

O Estado de Miranda é uma das 24 regiões da Venezuela e a segunda mais povoada do país. Segundo dados não oficiais, em 2015 tinha quase 3,23 milhões de habitantes.

Conjuntamente com o Estado de Vargas e o Distrito Metropolitano faz parte da região conhecida como Grande Caracas.

Lusa

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.