sicnot

Perfil

Mundo

Capriles decreta "emergência alimentar" na região da Grande Caracas

O ex-candidato presidencial opositor, Henrique Capriles Radonski, decretou esta segunda-feira "emergência alimentar" devido à escassez de produtos básicos, em Miranda, uma das regiões que fazem parte da Grande Caracas, na Venezuela.

"Atualmente, 17,2% das pessoas (de Miranda) remexem entre o lixo para poderem alimentar-se. Estamos numa situação de emergência", denunciou, durante uma conferência de imprensa em Caracas.

Capriles, que também é governador de Miranda, explicou que um estudo recente dá conta de que apenas 41,2% dos venezuelanos fazem três refeições por dia e que 62,9% tiveram que ausentar-se do seu lugar de trabalho para poder adquirir produtos alimentares, naquela região.

Também que apenas 10,7% da população de Miranda tem acesso às bolsas de alimentos que o Governo venezuelano distribui através dos Comités Locais de Abastecimento e Produção.

Por outro lado, anunciou que a Superintendência de Administração Tributária de Miranda (Satmir) destinará, segundo um decreto regional, parte dos seus recursos para organizar mercados, distribuir proteínas e impulsionar programas para a produção e processamento de alimentos.

"Através de Satmir teremos um ingresso entre os 2 e os 3%, destinado ao programa de alimentação escolar. As crianças são mais vulneráveis e segundo um um estudo que fizemos entre julho e agosto, 50% delas vão para a cama dormir com fome, ou seja, a metade. E, quase um terço (das crianças) come ao dia apenas o que lhe dão na escola", declarou.

O ex-candidato presidencial opositor questionou o "gasto" feito pelo Governo do Presidente Nicolás Maduro para organizar a XVII Cimeira do Movimento de Países Não Alinhados (MNOAL), que decorreu entre 13 e 18 de setembro na ilha venezuelana de Margarita.

"Os nossos meninos passam fome, enquanto Maduro e a sua cúpula esbanjam os recursos dos venezuelanos num 'show' que foi uma 'burla' (zombaria) ao nosso povo", frisou, vincando que com o dinheiro usado "era possível alimentar todas as crianças em programas de nutrição escolar durante seis meses".

O Estado de Miranda é uma das 24 regiões da Venezuela e a segunda mais povoada do país. Segundo dados não oficiais, em 2015 tinha quase 3,23 milhões de habitantes.

Conjuntamente com o Estado de Vargas e o Distrito Metropolitano faz parte da região conhecida como Grande Caracas.

Lusa

  • Comissão Europeia quer proibir o tabaco na praia

    País

    A Comissão Europeia quer proibir o tabaco em todos os espaços públicos, incluindo praias, parques infantis e equipamentos desportivos. A proposta foi apresentada pelo comissário da Saúde e Segurança Alimentar que, além de querer reduzir a dependência do tabaco, também sugere que todos os estados membros apliquem uma idade mínima para a venda de tabaco.

  • Viaduto de Alcântara condicionado
    1:36

    País

    O viaduto de Alcântara, em Lisboa, continua com o trânsito condicionado mas apenas sobre o tabuleiro e no sentido Alcântara Terra - Alcântara Mar. A circulação só será reposta depois de uma nova vistoria, ainda sem data marcada.

  • "Nós aceitamos sempre os resultados das eleições"
    1:07

    País

    Durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa, o líder dos sociais-democratas garantiu que o partido tem fair-play mas disse que está nas eleições autárquicas para ganhar. Pedro Passos Coelho acrescentou ainda que o PSD aceita sempre os resultados das eleições.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Data e local da canonização serão anunciados a 20 de abril
    2:23

    País

    O Papa aprovou esta quinta-feira o decreto que valida o milagre atribuído a Francisco e Jacinta. A data e local da cerimónia da canonização dos pastorinhos serão anunciados a 20 de abril, na reunião de cardeais no Vaticano. O Bispo de Leiria/Fátima acredita que a cerimónia possa ser a 13 de maio, durante a visita do Papa a Fátima.