sicnot

Perfil

Mundo

Cinco detidos por suspeita de ligações a explosão em Nova Iorque

As autoridades federais dos Estados Unidos detiveram no domingo cinco pessoas por suspeita de estarem relacionadas com a explosão em Nova Iorque, avança hoje a imprensa local, citando fontes policiais não identificadas.

O departamento do FBI em Nova Iorque indicou, na sua conta de Twitter, que ninguém tinha sido acusado pela explosão no bairro de Chelsea, que feriu 29 pessoas, mas não referiu detenções.

"Mandámos parar um veículo com interesse para a investigação. Ninguém foi acusado de qualquer crime. A investigação continua", informou o FBI.

Os meios de comunicação de Nova Iorque indicam que os cinco passageiros do veículo foram detidos para serem interrogados.

O veículo foi mandado parar pelas 21:30 de domingo (02:30 de hoje em Lisboa), depois de atravessar a ponte Verrazano-Narrows, que liga Brooklyn e Staten Island.

O jornal New York Daily News indica que foram encontradas armas no carro. O diário diz ainda que uma "pessoa de interesse" foi identificada através de imagens de videovigilância, não sendo claro se essa pessoa está entre as cinco detidas.

A polícia da Nova Iorque não confirmou estas informações, dizendo apenas que a investigação prossegue.

As autoridades estão em alerta elevado desde a explosão no sábado. Uma segunda bomba foi encontrada pela polícia nas redondezas e desativada em segurança.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.