sicnot

Perfil

Mundo

Muçulmana "forçada" a abandonar praia francesa por uso de burkini

Channel 7

Uma mulher muçulmana da Austrália garante ter sido obrigada a abandonar uma praia, na riviera francesa, por estar a usar um burkini - já depois da proibição ter sido levantada.

Zeynab Alshelh, estudante de 23 anos de Medicina, viajou com a família para França num gesto de solidariedade para com as mulheres muçulmanas ali residentes.

Alshelh deslocou-se à praia de Villeneuve-Loubet, onde a proibição do uso de burkini já tinha sido levantada. Mas nem por isso pôde desfrutar de praia. Segundo a estudante, os locais que se encontravam na praia disseram-lhe que se fosse embora, caso contrário chamariam a polícia.

"Saímos porque não queríamos arranjar problemas", contou, revoltada pelo facto de alguém ir a uma praia de burkini ser discriminado.

"É um símbolo da minha fé, um símbolo da minha religião, do Islão. Sair e usar o hijab ajuda as pessoas a centrarem-se no interior em vez daquilo que está no exterior", disse.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05