sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 32 civis mortos após "raides intensivos" na Síria

Pelo menos 32 civis foram mortos esta segunda-feira na província síria de Aleppo após "raides intensivos", noticia a agência AFP, lembrando que tal sucede horas após ter sido declarado o fim da trégua de uma semana no país.

Entre os mortos encontram-se 12 voluntários do Crescente Vermelho sírio, indica a AFP, que cita o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

A organização estima ainda que existam dezenas de feridos após os ataques desta noite.

Horas antes, um comboio de ajuda humanitária foi atingido pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Auram al Kubra, oeste da província síria de Alepo, onde estava a prestar assistência, anunciou também o Observatório.

Ao anunciar o fim da trégua, o exército sírio atribuiu a responsabilidade aos grupos rebeldes que "não respeitaram uma única disposição" do acordo.

Damasco contabilizou mais de 300 violações do cessar-fogo por esses grupos.

Os rebeldes e a oposição não tinham formalmente aprovado o acordo russo-norte-americano, ao qual criticavam a ausência de garantias de que seria eficazmente aplicado pelo regime e seus aliados.

Lusa

  • Reclusos que fugiram de Caxias tiveram cúmplices
    1:59

    País

    Uma falha de Portugal poderá explicar a libertação de um dos dois chilenos que fugiram de Caxias e foram apanhados em Espanha. As autoridades portuguesas atrasaram-se a enviar o mandado de detenção e a polícia espanhola libertou o fugitivo. Na investigação da fuga, acredita-se que os 3 reclusos tiveram cúmplices e a namorada de um deles já foi interrogada.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus parente e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.