sicnot

Perfil

Mundo

Ataques aéreos e bombardeamentos na Síria após anúncio do fim da trégua

Reuters

Ataques aéreos e bombardeamentos atingiram várias frentes de batalha na Síria durante a madrugada de hoje, depois de o exército ter anunciado o fim do frágil cessar-fogo, relata a agência AFP.

Na cidade de Alepo, ataques aéreos e fogo de artilharia atingiram zonas controladas pelos rebeldes até às 02:00 (meia-noite em Lisboa), observou um correspondente da agência.

Na manhã de hoje, ouvia-se o som de explosões intermitentes pela cidade.

A AFP descreve ainda o som de bombardeamentos na zona oeste da cidade, controlada pelo governo.

Alepo, tal como a maioria das zonas de batalha na Síria, esteve pela primeira vez relativamente calma desde que foi acordada uma trégua, mediada por Washington e Moscovo, a 12 de setembro.

No entanto, a violência voltou na semana passada, culminando num fim de semana de letais ataques aéreos em Alepo e uma ofensiva liderada pelos Estados Unidos que matou vários soldados sírios que combatiam o Estado Islâmico.

Os combates intensificaram-se também nos subúrbios de Damasco, controlados pelos rebeldes, onde o exército anunciou uma grande operação militar na segunda-feira, horas depois de ter sido anunciado o fim do cessar-fogo.

Fogo de artilharia atingiu também a cidade de Talbisseh, controlada por rebeldes, segundo o ativista Hassaan Abu Nuh.

Na província de Idlib (noroeste), o ativista Nayef Mustafa descreveu como os aviões circularam em torno da cidade de Salqin, controlada pelo antigo afiliado da Al-Qaida, juntamente com rebeldes islâmicos.

O acordo de trégua era visto como a melhor oportunidade para pôr fim a mais de cinco anos de conflito, em que mais de 300 mil pessoas morreram.

O exército declarou o fim do cessar-fogo na segunda-feira.

Horas depois, uma coluna que transportava ajuda humanitária destinada a civis da província de Alepo foi atingida por um ataque aéreo, matando 12 voluntários da organização Crescente Vermelho e destruindo pelo menos 18 camiões.

  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.