sicnot

Perfil

Mundo

Pai do suspeito de participar nas explosões nos EUA já tinha falado com FBI

O pai do homem acusado de participar nos recentes atentados em Nova Iorque e em Nova Jersey, Amhmad Khan Rahami, já tinha informado as autoridades que o seu filho era terrorista, refere esta terça-feira a imprensa norte-americana.

Em 2014, Mohammed Rahami, pai de Amhmad Khan Rahami, fez uma denúncia contra o seu filho junto de agentes federais que a transferiram para o Grupo de Intervenção contra o Terrorismo do FBI (polícia federal norte-americana) em Newark.

Os agentes interrogaram o pai de Amhmad Khan Rahami por duas vezes, mas no segundo interrogatório Mohammed Rahami retirou a acusação, alegando que estava "chateado" com o filho.

Hoje, aos jornalistas, Mohammed Rahami voltou a insistir que chamou o FBI "há dois anos".

Questionado sobre se o seu filho é um terrorista, mostrou de novo incongruências, sublinhando que o filho não é terrorista e que o FBI sabe.

Amhmad Khan Rahami foi detido segunda-feira, depois de um tiroteio na cidade de Linden, no estado de Nova Iorque, horas depois de as autoridades divulgarem a sua imagem por alegado envolvimento nas explosões ocorridas durante o fim de semana.

Lusa

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.