sicnot

Perfil

Mundo

Pai do suspeito de participar nas explosões nos EUA já tinha falado com FBI

O pai do homem acusado de participar nos recentes atentados em Nova Iorque e em Nova Jersey, Amhmad Khan Rahami, já tinha informado as autoridades que o seu filho era terrorista, refere esta terça-feira a imprensa norte-americana.

Em 2014, Mohammed Rahami, pai de Amhmad Khan Rahami, fez uma denúncia contra o seu filho junto de agentes federais que a transferiram para o Grupo de Intervenção contra o Terrorismo do FBI (polícia federal norte-americana) em Newark.

Os agentes interrogaram o pai de Amhmad Khan Rahami por duas vezes, mas no segundo interrogatório Mohammed Rahami retirou a acusação, alegando que estava "chateado" com o filho.

Hoje, aos jornalistas, Mohammed Rahami voltou a insistir que chamou o FBI "há dois anos".

Questionado sobre se o seu filho é um terrorista, mostrou de novo incongruências, sublinhando que o filho não é terrorista e que o FBI sabe.

Amhmad Khan Rahami foi detido segunda-feira, depois de um tiroteio na cidade de Linden, no estado de Nova Iorque, horas depois de as autoridades divulgarem a sua imagem por alegado envolvimento nas explosões ocorridas durante o fim de semana.

Lusa

  • Enfermeiros dizem que suplemento de 150 € não é suficiente para acordo
    0:57

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros diz que há um avanço nas negociações com o Governo. Esta terça-feira à tarde, uma delegação do Ministério das Finanças esteve numa reunião que decorreu no Ministério da Saúde. Apesar disso, o presidente do sindicato, José Azevedo, explicou à SIC que a proposta do executivo de pagar mais 150 euros aos enfermeiros especializados não é suficiente para chegarem a acordo.

  • Guterres condena onda de violência em Myanmar
    0:43
  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC