sicnot

Perfil

Mundo

Presidente da Costa Rica abandona assembleia da ONU para não ouvir Temer

O Presidente da Costa Rica, Luis Guillermo Solis, e o seu ministro das Relações Exteriores, Manuel González, abandonaram esta terça-feira a assembleia-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) para não ouvirem o discurso do Presidente brasileiro, Michel Temer.

"A nossa decisão, soberana e individual, de não ouvir a mensagem do senhor Michel Temer na assembleia-geral obedece à nossa dúvida de que, diante de certas atitudes e actuações, se queira lecionar sobre práticas democráticas", segundo um comunicado da diplomacia costa-riquenha citado pela agência EFE.

O texto informa que o governo da Costa Rica tem acompanhado a situação do Brasil e o processo que levou à destituição da ex-Presidente Dilma Rousseff.

No documento, lê-se que o executivo tem "seguido rigorosamente todas as formas diplomáticas e de respeito quanto ao processo político no Brasil", mas expressou a sua "preocupação com a situação naquele país".

O embaixador da Costa Rica na ONU, Juan Carlos Mendoza, permaneceu na assembleia-geral durante o discurso de Michel Temer, de acordo com a diplomacia costa-riquenha.

Quanto à saída da sala das delegações da Bolívia, Equador, Venezuela e Nicarágua durante o discurso de Michel Temer, o governo da Costa Rica informou que não lhe cabe fazer comentários sobre a motivação desses países.

No seu primeiro discurso na assembleia-geral da ONU, Michel Temer disse que o afastamento de Dilma Rousseff da Presidência "transcorreu dentro do mais absoluto respeito constitucional".

"O facto de termos dado esse exemplo ao mundo implica que não há democracia sem Estado de direito - sem normas que se apliquem a todos, inclusive aos mais poderosos", disse.

O polémico processo de destituição da Presidente Dilma Rousseff decorreu durante meses e culminou com a sua saída por irregularidades orçamentais.

Como consequência, Michel Temer assumiu o poder em definitivo a 31 de agosto, mas, mesmo depois de findo o processo, tem sido contestado em protestos populares no Brasil e em pequenos atos convocados no exterior.

Após a sua chegada a Nova Iorque para participar na assembleia, alguns manifestantes juntaram-se em frente ao hotel onde ficou instalado com cartazes onde se lia a frase "Fora, Temer".

Lusa

  • Rui Patrício confirmado no Wolverhampton

    Desporto

    O Wolverhampton anunciou esta segunda-feira a contratação do guarda-redes Rui Patrício, depois da rescisão com o Sporting. O guarda-redes da seleção nacional assinou contrato com o clube inglês por quatro épocas.

    SIC

  • Novo treinador do Sporting diz que mulheres não estão preparadas para falar de futebol
    1:23
  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Merkel tem duas semanas para negociar solução para crise migratória

    Mundo

    A chanceler alemã tem duas semanas para negociar com os parceiros europeus uma solução para a questão migratória e assim evitar uma crise política. O ultimato foi dado pelo CSU, o partido da Baviera que integra a coligação governamental. Ao contrário de Angela Merkel, defende uma política para os refugiados mais estrita.

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC