sicnot

Perfil

Mundo

Sobrinha do presidente da Federação Espanhola raptada e assassinada no México

Armando Franca

Uma sobrinha do presidente da Federação Espanhola de Futebol, Angel María Villar, raptada há uma semana no México, foi encontrada morta, de acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol, José Manuel García Margallo.

O corpo da sobrinha de Angel María Villar foi encontrado na localidade de Toluca, cerca de 60 quilómetros a sudoeste da Cidade do México, precisou o chefe da diplomacia espanhola, em declarações à margem da Assembleia-Geral das Nações Unidas.

José Margallo adiantou que os sequestradores obrigaram a vítima a fazer vários levantamentos em caixas automáticas, antes de entrarem em contacto com a família.

"Foi pago um montante pelo resgate, embora inferior ao pedido, pelo que acreditávamos que em breve a iriam libertar. Mas lamentavelmente não foi assim", afirmou o ministro.

Villar preside à Federação Espanhola de Futebol desde 1988, tendo também assento no comité executivo da FIFA desde 1998.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.