sicnot

Perfil

Mundo

França exige sanções contra regime sírio devido ao uso de armas químicas

O chefe da diplomacia francesa, Jean-Marc Ayrault, exigiu esta quarta-feira no Conselho de Segurança das Nações Unidas a imposição de sanções contra os autores dos ataques com armas químicas na Síria, nomeadamente o regime do Presidente Bashar al-Assad.

"Nenhum crime deve passar em silêncio, mesmo em contrapartida de uma trégua. Não há paz se houver impunidade, e o Conselho deve agir ao abrigo do capítulo 7 [da Carta das Nações Unidas, relativo a "ameaças à paz, rotura da paz e atos de agressão"] para condenar estes ataques e sancionar os seus autores", declarou Ayrault.

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês recordou que um relatório da ONU já atribuiu responsabilidade a Damasco por dois ataques com armas químicas no norte da Síria em 2014 e 2015.

No entanto, nenhuma proposta de resolução com o objetivo de sancionar a Síria foi entregue ao Conselho de Segurança, que inclui como um dos cinco membros permanentes a Rússia, o mais forte aliado do regime sírio.

Jean-Marc Ayrault também sugeriu que o Conselho de Segurança exija ao regime sírio "o regresso de todos os seus soldados aos quartéis".

O ministro constatou que o acordo entre russos e norte-americanos relativo a um cessar-fogo constitui "a única proposta sobre a mesa", pelo que apelou a que a trégua alcançada - e entretanto destruída - seja restaurada. Jean-Marc Ayrault também responsabilizou o regime sírio pelo fim do cessar-fogo.

"É preciso que os combates terminem, que a ajuda humanitária chegue e que uma dinâmica de paz se inicie, com vista a uma solução política", a única maneira de refrear o conflito, afirmou.

Ainda assim, o ministro francês admitiu que tal "é difícil".

Na mesma reunião do Conselho de Segurança, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, tinha proposto a criação de zonas de exclusão aérea na Síria, em vários territórios chave para a distribuição de ajuda humanitária.

As declarações de Kerry surgem horas depois de os Estados Unidos terem, novamente, responsabilizado a Rússia por um ataque aéreo contra uma coluna humanitária na segunda-feira, que matou 20 pessoas e causou a destruição de 18 de 31 camiões com alimentos, medicamentos e outra ajuda de primeira necessidade.

A Rússia e a Síria negaram a autoria do ataque.

Lusa

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.