sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 3000 combatentes russos chegaram à Síria no último mês

Mais de três mil novos combatentes russos chegaram no último mês à Síria para se juntarem às tropas do Governo de Damasco contra a rebelião no país, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

A organização não-governamental indicou ainda que muitos dos novos milicianos russos foram enviados para a zona de Al Safira, a sudeste de Alepo, sob o controlo das autoridades sírias, para se juntarem às tropas fiéis ao Presidente Bashar al-Assad contra as fações armadas sírias e contra o movimento terrorista Estado Islâmico (EI).

Nem Moscovo nem o Governo de Damasco confirmaram a informação do OSDH, divulgada pela agência espanhola Efe.

A Rússia iniciou em 20 de setembro de 2015 uma campanha de bombardeamentos na Síria, para onde também enviou contingentes militares terrestres, na que é a sua primeira intervenção militar direta neste país.

De acordo com os dados publicados na passada terça-feira pelo OSDH, pelo menos 8.899 pessoas morreram na Síria em resultado de bombardeamentos levados a cabo pela aviação síria, das quais 3.506 eram civis, 2.704 eram militantes do EI e 2.689 pertenciam a outros grupos islâmicos.

Lusa

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12
  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42

    Mundo

    Depois da crise dos telemóveis Samsung Note 7 com bateria defeituosa que podia explodir, a marca tinha que lançar um aparelho inovador. O S8 foi anunciado esta quarta-feira em Londres. O repórter da SIC, Lourenço Medeiros, foi ver como é.

    Enviado SIC