sicnot

Perfil

Mundo

Monitores da atividade física não ajudam a perder peso

Reuters

As pulseiras e os monitores de atividade física não têm, afinal, qualquer benefício para quem quer perder peso. Um estudo com quase 500 pessoas concluiu que os utilizadores destes gadgets perderam menos peso, ao longo de dois anos, do que os que não usaram qualquer dispositivo.

O estudo, que durou cerca de dois anos e envolveu quase 500 pessoas com excesso de peso, concluiu que o uso de pulseiras e outros dispositivos que monitorizam a atividade física podem ter menos impacto na diminuição de peso do que o exercício "sem tecnologia".

Um grupo de jovens adultos foi colocado sob um regime dietético de baixas calorias, de exercício físico e de aconselhamento, como parte do estudo da Universidade de Pittsburgh.

Seis meses depois, a metade dos voluntários foi dado um gadget de monitorização da atividade física. DOis anos depois, os utilizadores do dispositivo tinham perdido em média 3,5 kg. Os que não utilizaram nada perderam em média 5,9 kg.

"Uma das explicações pode ser a de que os indivíduos começaram a focar-se apenas na informação sovre a atividade física e prestaram menos atenção a outrs fatores que também são importantes, como a dieta", explica John Jakicic, que liderou o estudo.

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.