sicnot

Perfil

Mundo

Motoristas congestionam o trânsito de Caracas em protesto

Motoristas de várias linhas de autocarros de Caracas concentraram-se esta quarta-feira junto do Ministério dos Transportes da Venezuela em protesto pela suspensão do aumento do preço dos bilhetes.

A maioria dos autocarros de passageiros na Venezuela é propriedade dos próprios motoristas, que na segunda-feira anunciaram um aumento do preço mínimo dos bilhetes de 45 para 60 bolívares (de 0,06 para 0,08 euros), mas que foi suspenso pelo governo.

O aumento foi questionado na terça-feira pelo ministro dos Transportes, Ricardo Venezuelano, que anunciou, através do Twitter, que era ilegal enquanto não fosse publicado na Gazeta Oficial.

Os motoristas contestaram a posição do ministro e alegaram ter chegado a um acordo com o vice-presidente da Venezuela, Aristóbulo Isturiz, para aumentar o preço e ameaçaram paralisar o serviço.

Os motoristas queixam-se de que para poderem manter-se em operação precisam de aumentos dos preços dos bilhetes até aos 250 bolívares (0,34 euros).

O protesto de hoje impediu a circulação de viaturas e congestionou o trânsito em Caracas, dificultando a chegada de trabalhadores às empresas.

Fora de Caracas houve também um protesto semelhante em Los Teques, a sul da capital.

Lusa

  • Descida da TSU inconstitucional?
    2:37

    TSU

    Especialistas ouvidos pela SIC põem em causa a constitucionalidade da descida da Taxa Social Única dos patrões, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo. Como se trata de um imposto pago pelas empresas, só o Parlamento pode decidir uma alteração nas taxas. Neste caso, o Governo decidiu sozinho.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.