sicnot

Perfil

Mundo

ONU preparada para retomar comboios humanitários na Síria

A ONU anunciou esta quarta-feira estar preparada para retomar os seus comboios humanitários em direção a zonas cercadas na Síria, suspensos na terça-feira após um ataque, na segunda-feira, contra uma coluna de camiões perto de Alepo.

"A preparação destes 'comboios' foi agora retomada e estamos preparados para enviar ajuda às zonas cercadas e de difícil acesso o mais cedo possível", indicou em comunicado o gabinete dos Assuntos humanitários da ONU.

Este anúncio surge após a reunião de hoje do Conselho de Segurança da ONU onde foi de novo abordada a situação na Síria.

"As Nações Unidas continuam a apelar para um acesso seguro, sem condições, sem entraves e contínuo" para fornecer assistência aos sírios "onde quer que estejam", indica ainda o comunicado.

O texto também indica que desde terça-feira a ONU apenas suspendeu os seus 'comboios' para as zonas cercadas e de difícil acesso. Em outras regiões do país "as operações humanitárias prosseguiram sem interrupção nos últimos dias para ajudar as pessoas com necessidades, incluindo em Damasco", e o lançamento de ajuda aérea aos habitantes de Deir Ezzor (leste), cercados pelo grupo 'jihadista' Estado Islâmico.

A suspensão dos 'comboios' humanitários da ONU em direção às zonas cercadas e de difícil acesso foi assim de curta duração, de acordo com as informações deste gabinete.

O ataque, que ocorreu ao início da noite de segunda-feira, atingiu uma coluna de camiões com ajuda humanitária da ONU e do Crescente Vermelho sírio, que deveriam ser distribuídos por 78.000 pessoas em Orum al-Koubra, oeste da província de Alepo.

Cerca de 20 civis, e o diretor da secção local do Crescente Vermelho sírio, Omar Barakat, foram mortos quando descarregavam os camiões. 18 dos 31 veículos foram destruídos.

Ainda não existe qualquer certeza sobre a origem do ataque, e segundo a ONU todas as partes no conflito foram informadas deste 'comboio' humanitário.

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.