sicnot

Perfil

Mundo

Rússia aciona sistemas antiaéreos junto à fronteira com países bálticos

Sistemas antiaéreos S-400

© Grigory Dukor / Reuters

A Rússia anunciou hoje que vai acionar dois sistemas antiaéreos S-400 na região noroeste de Leninegrado, limítrofe com as três repúblicas bálticas - Estónia, Letónia e Lituânia -, que são membros da NATO.

"Dois novíssimos sistemas antiaéreos S-400 Triumph foram fornecidos à Força Aérea e às Forças de Defesa Antiaérea (...) estacionadas na região de Leninegrado", disse o comandante do distrito militar ocidental, Igor Muguinov, à agência Interfax.

O general explicou que os S-400, os mesmos que a Rússia enviou para a Síria para proteger a sua base aérea em Latakia, vão garantir "a defesa aérea do flanco noroeste do país".

A Rússia e a NATO têm-se acusado mutuamente nos últimos dois anos de violações repetidas dos respetivos espaços aéreos na região báltica.

A anexação da península ucraniana da Crimeia pela Rússia e a guerra no leste da Ucrânia levou os países bálticos a pedir à NATO para reforçar a sua presença militar na região.

Os S-400 são capazes de abater alvos aéreos -- desde caças-bombardeiros a mísseis de cruzeiro -- a uma distância de 250 quilómetros.

Lusa

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52