sicnot

Perfil

Mundo

Rússia aciona sistemas antiaéreos junto à fronteira com países bálticos

Sistemas antiaéreos S-400

© Grigory Dukor / Reuters

A Rússia anunciou hoje que vai acionar dois sistemas antiaéreos S-400 na região noroeste de Leninegrado, limítrofe com as três repúblicas bálticas - Estónia, Letónia e Lituânia -, que são membros da NATO.

"Dois novíssimos sistemas antiaéreos S-400 Triumph foram fornecidos à Força Aérea e às Forças de Defesa Antiaérea (...) estacionadas na região de Leninegrado", disse o comandante do distrito militar ocidental, Igor Muguinov, à agência Interfax.

O general explicou que os S-400, os mesmos que a Rússia enviou para a Síria para proteger a sua base aérea em Latakia, vão garantir "a defesa aérea do flanco noroeste do país".

A Rússia e a NATO têm-se acusado mutuamente nos últimos dois anos de violações repetidas dos respetivos espaços aéreos na região báltica.

A anexação da península ucraniana da Crimeia pela Rússia e a guerra no leste da Ucrânia levou os países bálticos a pedir à NATO para reforçar a sua presença militar na região.

Os S-400 são capazes de abater alvos aéreos -- desde caças-bombardeiros a mísseis de cruzeiro -- a uma distância de 250 quilómetros.

Lusa

  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.