sicnot

Perfil

Mundo

Situação na Síria domina a maioria das intervenções na ONU

Situação na Síria domina a maioria das intervenções na ONU

A situação na Síria tem dominado quase todos os discursos e encontros na Cimeira da ONU sobre refugiados e migrantes. Os governantes têm também destacado o progresso em relação ao clima com a China e EUA a ratificarem o Acordo de Paris.

  • Síria acusa Ban Ki-moon de se afastar da carta da ONU

    Mundo

    O ministério dos Negócios Estrangeiros sírio atacou esta terça-feira o secretário-geral da ONU, acusando-o de "se afastar" da carta das Nações Unidas, após declarações de Ban Ki-moon considerando Damasco responsável pela morte do maior número de civis.

  • ONU suspende ajuda humanitária na Síria

    Mundo

    As Nações Unidas anunciaram que vão suspender toda a ajuda humanitária na Síria depois de camiões da ONU terem sido alvo de um ataque aéreo, próximo de Aleppo. A coluna humanitária tinha as autorizações necessárias, também a Rússia e os Estados Unidos tinham sido notificados, informou um porta-voz da ONU.

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.