sicnot

Perfil

Mundo

Menino escreve carta a Obama porque quer ajudar criança síria

Recorda-se da imagem de uma criança Síria sentada numa ambulância com o corpo coberto de pó e a cara ensanguentada? Alex, um menino norte-americano de 6 anos, não só não se esqueceu, como quer ajudá-la. Para isso escreveu uma carta a Barack Obama, pedindo que o Presidente vá buscar Omran, de quem se conheceu a identidade, e o deixe em sua casa.

O pequeno Alex deixou as devidas instruções: "Estacione na entrada ou na rua e nós vamos estar à vossa espera com bandeiras, flores e balões. Vamos dar-he uma família e ele vai ser o nosso irmão". A descrição da vida que o rapaz sonha para o menino sírio continua e é impossível não ficar indiferente.

"Na minha escola eu tenho um amigo da Síria e eu vou apresentá-lo aos outros meus amigos e podemos brincar todos juntos" e continua: "Por favor, diga-lhe que o seu irmão vai ser o Alex, que é um rapaz muito simpático, tal como ele".

Barack Obama concorda. "Estas são as palavras de um menino de 6 anos, que não aprendeu a ser cínico, desconfiado ou medroso. Devíamos todos ser como o Alex."

Omran Daqneesh, de cinco anos, sobreviveu a um ataque aéreo em Alepo, Síria, em agosto deste ano. A imagem do menino, sentado numa ambulância emocionou o mundo.

O melhor mesmo é ver o vídeo, publicado por Barack Obama na sua página oficial do Facebook.

Esta é a carta que está a ficar famosa, depois de o Presidente dos Estados Unidos partilhar nas Nações Unidas, na cimeira sobre os refugiados.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.