sicnot

Perfil

Mundo

ONU pede urgência a Assad para entrega de alimentos em Alepo

A ajuda alimentar para Alepo, bloqueada na fronteira desde a semana passada, começa a estragar-se na próxima segunda-feira, advertiu a ONU, apelando ao presidente sírio Bashar al-Assad para que permita a sua distribuição.

"Quarenta camiões estão parados na fronteira turco-síria. Os alimentos expiram na segunda-feira", disse à imprensa em Genebra o chefe do grupo de trabalho da ONU para a ajuda humanitária à Síria, Jan Egeland.

"Os motoristas estão a dormir na fronteira e isso acontece há uma semana, portanto, por favor presidente Assad, faça a sua parte para que possamos chegar ao leste de Alepo e a outras zonas cercadas", disse Egeland, num apelo direto ao presidente sírio.

Os camiões da ONU entraram na zona alfandegária entre os dois países a 12 e 13 de setembro.

O plano era seguirem viagem pela estada Castello, a principal via rodoviária de acesso a Alepo, cercada pelas forças governamentais desde julho e com cerca de 250.000 pessoas a precisar urgentemente de ajuda humanitária.

O desimpedimento daquela estrada era um ponto central da trégua acordada entre os Estados Unidos e a Rússia, mas as forças do regime não deram até ao momento garantias de segurança para que a coluna de ajuda possa transitar.

O ataque, na segunda-feira, a uma coluna de 31 camiões de ajuda humanitária da ONU, que matou duas dezenas de pessoas e destruiu 18 camiões, levou à suspensão da distribuição de ajuda.

Hoje, o porta-voz do Gabinete de Coordenação das Questões Humanitárias (OCHA), Jens Larke, anunciou que uma coluna de ajuda estava a caminho de uma localidade cercada na periferia de Damasco.

As zonas cercadas são a principal prioridade da ONU e, segundo Egeland, os próximos locais a receber ajuda, se houver condições de segurança, serão Madaya, "onde as pessoas estão a passar fome", e o bairro de Waer, em Homs.

Lusa

  • Papa confirma visita a Fátima em 2017

    País

    O bispo auxiliar de Lisboa, Nuno Brás, disse hoje que o Papa Francisco lhe confirmou que se deslocará a Portugal em maio do próximo ano, "mas a Fátima", a propósito do Centenário das Aparições.

  • Sim ou não ao fim do sigilo bancário?

    Economia

    O fim do sigilo bancário para os contribuintes com mais de 50 mil euros está a causar polémica. Há quem diga que pode levar a uma retirada de dinheiro dos bancos, mas os trabalhadores dos impostos defendem que a medida é indispensável para o combate à fraude.

  • Bebé nasce com aparência de 80 anos

    Mundo

    Aconteceu em Magura, no Bangladesh e, apesar de não ter exatamente os mesmos contornos, está já a ser comparado ao filme "O Estranho Caso de Benjamin Button". Um bebé nasceu com rugas no rosto, corpo encolhido e olhos encovados. Trata-se de uma doença rara que faz com que o recém-nascido se pareça com um idoso.

  • Carícias devem incorporar tratamento dos doentes

    Mundo

    As carícias no tratamento de doentes podem melhorar o conforto destes, ao estimularem zonas cerebrais específicas que proporcionam bem-estar, garantiu esta quinta-feira o chefe do serviço de Neurofisiologia do Hospital de Bellvitge, Jordi Montero.

  • Gelson "está aqui por mérito"

    Desporto

    É a grande novidade na convocatória de Portugal para os jogos com Andorra e Ilhas Faróe. Gelson Martins nunca tinha sido chamado por Fernando Santos.