sicnot

Perfil

Mundo

Perto de 300 rebeldes e famílias deixam o último bairro rebelde de Homs

Perto de 300 rebeldes sírios e as suas famílias abandonaram esta quinta-feira o último bairro rebelde de Homs (centro) no âmbito de um acordo com o regime, anunciou o governador provincial.

Trata-se da segunda vez que um acordo do tipo é aplicado no bairro de Waer, depois do alcançado em dezembro entre o regime e rebeldes, sob os auspícios da ONU e que previa que o setor passasse para o controlo do exército em troca do levantamento do cerco.

"Foram 123 homens armados e 157 membros das suas famílias que tomaram a direção do norte da província de Homs", indicou aos jornalistas o governador Talal al-Barazi.

Um correspondente da agência France Presse no local viu dezenas de rebeldes, aos quais o acordo permitiu guardarem as suas armas ligeiras, saírem do bairro de Waer com mulheres e crianças.

Os rebeldes, com pouca bagagem, entraram em autocarros verdes, na presença de soldados sírios e russos.

O emissário da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, criticou recentemente a estratégia do regime de forçar a saída de habitantes de localidades que sitiava, como aconteceu em Daraya, ex-feudo rebelde perto de Damasco que foi esvaziada dos seus habitantes após ter estado quatro anos sitiada.

"Partilho o vosso receio acerca do facto de, depois de Daraya, podermos ter outras Darayas e isso poderá ser a estratégia de uma das partes neste momento", declarou Mistura aos jornalistas no início de setembro, no final de uma reunião em Genebra do grupo de trabalho sobre ajuda humanitária na Síria.

"Devemos ignorar o facto de que existe claramente uma estratégia neste momento para fazer em Waer e em Muadamiyat Al-Sham como em Daraya", insistiu Mistura na ocasião, lembrando que 75.000 vivem em Waer enquanto Daraya só tinha alguns milhares de habitantes (perto de 8.000, segundo estimativas).

Uma fonte próxima da administração de Homs disse que o acordo não implica uma política de esvaziar o bairro de Waer dos seus 75.000 habitantes.

"Os civis que partiram hoje são as famílias dos homens armados. Nenhum dos outros civis partiu e são bem acolhidos no bairro", indicou a mesma fonte à AFP.

Em tempos designada a "capital da revolução", Homs foi palco de manifestações em massa em 2011, no início da revolta contra o regime de Bashar al-Assad.

Após dois anos de intensos combates, o exército recuperou em maio de 2014 a quase totalidade da terceira cidade da Síria, com exceção do bairro de Waer.

Cinco anos de guerra na Síria causaram já mais de 300.000 mortos e obrigaram milhões a abandonarem as suas casas.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC