sicnot

Perfil

Mundo

Polícia que abateu negro desarmado em Oklahoma acusada de homicídio involuntário

© Handout . / Reuters

Uma polícia norte-americana, que abateu um afro-americano não armado no Estado de Oklahoma, foi acusada esta quinta-feira de homicídio involuntário, num contexto de debate nacional sobre os abusos das forças de ordem em relação aos afro-americanos.

As acusações dirigidas contra Betty Shelby foram anunciadas quando, no outro extremo dos EUA, decorre na cidade de Charlotte um violento movimento de protesto desencadeado pela morte de um negro, igualmente morto a tiro pela polícia.

A agente policial "é visada por um mandado de detenção", especificou em conferência de imprensa o procurador Steve Kunzweiler.

Shelby é acusada de ter disparado sobre um homem, Terence Crutcher, que estava sob a mira de armas de vários polícias, depois de se ter deslocado até ao seu veículo comas mãos no ar.

A cena, que ocorreu na sexta-feira numa estrada do Oklahoma, no sul dos EUA, foi filmada sob dois ângulos diferentes por câmaras instaladas num helicóptero e numa viatura da polícia.

Segundo os documentos registados no tribunal de Tulsa e consultados pela agência noticiosa AFP, Shelby sentiu-se ameaçada por Crutcher, apesar de não ter sido encontrada qualquer arma na sua posse ou na sua viatura.

A morte de Terence Crutcher veio somar-se a vários casos parecidos de brutalidades policiais contra negros não armados nos últimos dois anos.

Em Charlotte, no Estado da Carolina do Norte, as autoridades apelaram esta quinta-feira ao envio de reforços de militares da Guarda Nacional, para conter os manifestantes que denunciam desde a noite de terça-feira o homicídio de um negro por um polícia.

Lusa

  • Distúrbios após morte de afro-americano pela polícia na Carolina do Norte
    2:26

    Mundo

    A cidade norte-americana de Charlotte, na Carolina do Norte, foi palco de distúrbios durante a noite, depois da morte, na terça-feira, de Keith Lamont Scott, um afro-americano de 43 anos baleado horas antes pela polícia. Nos Estados Unidos, prossegue a polémica sobre a violência policial, em especial contra negros. Só desde sexta-feira foram mortos dois homens, um em Oklahoma e outro na Carolina do Norte.

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.