sicnot

Perfil

Mundo

Vice-presidente dos EUA encontra-se com Michel Temer para aprofundar cooperação

© Reuters

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joseph Biden, reuniu-se na quarta-feira, em Nova Iorque, com o Presidente do Brasil, Michel Temer, e ambos acordaram "aprofundar" a cooperação bilateral depois da crise política no país sul-americano.

O encontro foi o de mais elevado nível entre o Brasil e os Estados Unidos desde que terminou o julgamento político que resultou na destituição de Dilma Rousseff e na tomada de posse de Temer, a 31 de agosto.

Biden e Temer reuniram-se para "renovar a sua amizade e dialogar sobre oportunidades de aprofundar a cooperação entre Estados Unidos e Brasil", indicou a Casa Branca em comunicado.

"O vice-presidente felicitou o Presidente Temer pelo seu compromisso em manter o papel de liderança regional e global do Brasil durante o recente período de mudança política" no país, acrescentou.

Os dois conversaram sobre "as perspetivas de reforma energética e a modernização económica" no Brasil, além de se comprometerem a "trabalhar juntos para promover uma migração legal e ordenada no hemisfério e aprofundar a cooperação na América Central e Haiti".

"O vice-presidente e o Presidente Temer acordaram manter-se em contacto regular e trabalhar juntos para promover a boa governação, segurança e prosperidade em todo o hemisfério", concluiu a Casa Branca.

Ao longo do processo contra Rousseff, os Estados Unidos expressaram "confiança na durabilidade das instituições democráticas" do país "para superar esta agitação política", sem se juntarem às críticas de outras nações da América latina ao processo contra a ex-presidente.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.