sicnot

Perfil

Mundo

Aviões sírios e russos atacam Alepo e matam pelo menos três pessoas

© Reuters

Aviões sírios e russos atacaram esta sexta-feira, durante a noite e madrugada, áreas da cidade de Alepo controladas pelos rebeldes, matando pelo menos três pessoas, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Os ataques deixaram ainda dezenas de feridos e o OSDH teme que haja mais mortos entre os escombros.

Os raides aéreos surgiram depois de o exército sírio anunciar uma nova ofensiva para recuperar o controlo de toda a cidade.

Pelo menos 30 ataques atingiram o leste da cidade, controlado pelos rebeldes, durante a noite e início da manhã de hoje, acrescentou o OSDH.

O diretor desta organização sediada em Londres, Rami Abdel Rahman, disse que aviões russos foram vistos a realizar o ataque, ao lado da aviação russa.

"Os Sírios lançam bombas de barril e a aviação russa lança ataques", disse à AFP.

Um correspondente da agência francesa adiantou que dois centros de defesa civis foram danificados no bombardeamento.

O exército sírio anunciou na quinta-feira à noite que lançaria uma nova ofensiva para retomar as partes da cidade que ainda estão controladas pelos rebeldes.

O Observatório disse tratar-se de "uma ofensiva terrestre de grande escala apoiada pelos raides aéreos russos com o objetivo de retomar, pouco a pouco, o setor oriental de Alepo e esvaziá-lo dos seus residentes".

Uma trégua negociada entre a Rússia e os EUA suspendeu temporariamente a violência este mês, mas foi interrompida ao fim de uma semana sem que se verificasse a prometida entrega de bens de ajuda humanitária.

O enviado das Nações Unidas Staffan de Mistura avisou: "O que está a acontecer é que Alepo está a ser atacada e toda a gente está a voltar ao conflito".

Alepo foi em tempos o centro comercial e industrial da Síria, mas foi destruída pelo conflito e dividida entre o controlo governamental, no oeste, e rebelde, no leste, desde meados de 2012.

Os distritos controlados pelos rebeldes têm estado cercados pelo exército desde há dois meses.

Mais de 300 mil pessoas já morreram na Síria desde que o conflito começou com protestos antigovernamentais em março de 2011.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC