sicnot

Perfil

Mundo

Gatos partiram à conquista do mundo com os vikings

Ericeira, Portugal

Francisco Seco / AP

Milhares de anos antes de conquistarem a Internet, os gatos percorreram o mundo por terra e e por mar, à boleia de antigos agricultores, marinheiros e até dos vikings. É a conclusão do primeiro estudo em grande escala ao genoma do gato.

O estudo apresenta os resultados da sequenciação do ADN de 209 gatos que viveram entre 15 mil anos e 3700 anos atrás - desde o advento da agricultura até ao século XVIII d.C..

Encontrados em mais de 300 sítios arqueológicos na Europa, Médio Oriente e África, estes felinos têm ajudado os investigadores a juntar as peças do puzzle da domesticação do gato, uma história sobre a qual se sabe muito pouco.

"Não sabemos a história dos gatos antigos. Não sabemos a sua origem, não sabemos como ocorreu a sua dispersão" pelo planeta, disse à revista Nature uma das autoras do estudo, Eva-Maria Geigl especialista em genética da evolução do Instituto Jacques Monod em França.

Uma sepultura de seres humanos com 9500 anos, no Chipre, continha também restos mortais de um gato, o que sugere que a ligação entre homens e felino data pelo menos do advento da agricultura. Os antigos egípcios terão domesticado o gato há 6 mil anos e, nas últimas dinastias, mumificaram cerca de um milhão. Foram ainda descobertos e analisados os esqueletos de gatos encontrados numa antiga povoação viking na Alemanha.

Gato mumificado do Antigo Egito

Gato mumificado do Antigo Egito

Natural History Museum, London

Os cientistas concluem que terão sido dois os movimentos de dispersão felina: no primeiro, os gatos espalharam-se do Médio Oriente até ao Mediterrâneo com os agricultores. No segundo, que começou no Egito, os gatos viajaram por África e pela Europa.

Os cientistas concluem que terão sido dois os movimentos de dispersão felina: no primeiro, os gatos espalharam-se do Médio Oriente até ao Mediterrâneo com os agricultores. Milhares de anos depois, a partir do Egito, os gatos viajaram por África e pela Europa - foi encontrada uma linhagem de ADN mitocondrial (herdado apenas por via materna) comum entre gatos mumificados do Egito e gatos na Bulgária, Turquia e África subsariana.

Num segundo movimento, os gatos viajaram à boleia dos marinheiros de terras longínquas, entre eles os vikings. O mesmo ADN materno foi encontrado nos restos mortais de gatos na povoação viking no norte da Alemanha, que data entre o século VIII e o século XI d.C.

O estudo foi apresentado numa conferência de arqueologia em Oxford. Ainda está numa primeira fase pelo que análises mais aprofundadas poderão trazer novos dados e ainda terá de ser validado pelos pares, como é costume na comunidade científica.

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.