sicnot

Perfil

Mundo

Manifestantes desafiam recolher obrigatório nas ruas de Charlotte, EUA

Centenas de manifestantes desafiaram hoje o recolher obrigatório imposto pela câmara municipal de Charlotte (Estados Unidos), que começava à meia-noite (05:00 em Lisboa) e continuaram os protestos por causa da morte de um afro-americano pela polícia.

Um correspondente da agência AFP no local verificou que centenas de manifestantes se mantinham no centro da cidade pela terceira noite consecutiva, perante forte presença familiar.

Após duas noites de distúrbios que fizeram um morto, vários feridos e meia centena de detidos, a presidente da câmara de Charlotte decretou, na quinta-feira à noite, recolher obrigatório a partir da meia-noite (05:00 de hoje em Lisboa), ao aperceber-se que novos protestos começavam a formar-se nas ruas.

Centenas de pessoas saíram pela terceira noite consecutiva para as ruas em protesto pela morte de Keith Scott, mas até agora não se registaram confrontos com as autoridades.

Os protestos começaram na terça-feira depois de a polícia matar a tiro Scott, de 43 anos, no parque de estacionamento de um complexo residencial.

A polícia acusou Scott de estar armado e de representar uma "ameaça de morte iminente" para os agentes, um relato que familiares e testemunhas rejeitam.

Lusa

  • Distúrbios após morte de afro-americano pela polícia na Carolina do Norte
    2:26

    Mundo

    A cidade norte-americana de Charlotte, na Carolina do Norte, foi palco de distúrbios durante a noite, depois da morte, na terça-feira, de Keith Lamont Scott, um afro-americano de 43 anos baleado horas antes pela polícia. Nos Estados Unidos, prossegue a polémica sobre a violência policial, em especial contra negros. Só desde sexta-feira foram mortos dois homens, um em Oklahoma e outro na Carolina do Norte.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.