sicnot

Perfil

Mundo

Menino de três anos sobrevive sozinho durante 72 horas na floresta siberiana

Tuva Online

Um menino de três anos sobreviveu sozinho durante três dias numa floresta na Sibéria. Tserin Dopchut passou por temperaturas abaixo de zero na floresta de Taiga, onde existem ursos, lobos e rios muito perigosos. A criança estava desaparecida desde domingo e, agora, chama-lhe Mogli, como o menino de O Livro da Selva.

O menino vive em Khut, uma pequena cidade no sul da Sibéria. Aos cuidados da avó, Tserin Dopchut estava a brincar na rua quando começou a seguir um cão no domingo, acabando por desaparecer sem deixar rastro.

O desaparecimento foi logo reportado às autoridades e as buscas começaram. Mais de 100 pessoas, incluindo voluntários da cidade de Khut, procuraram pelo menino, assim como foi enviado um helicóptero para ajudar nas buscas.

Sholban Kara-ool Facebook

A criança não estava preparada o suficiente para enfrentar os perigos da floresta, ainda mais por ter apenas três anos. Contudo, o menino conseguiu desenvencilhar-se, ao alimentar-se com os chocolates que tinha e ao arranjar um local seguro para dormir debaixo de uma árvore.

Sholban Kara-ool Facebook

Tserin Dopchut foi encontrado na quarta-feira, apenas a três quilómetros da cidade onde vivia.

Há quem lhe chame Mogli pelo seu feito. O facto é que os quase 400 locais da Khut prepararam uma festa para celebrar a capacidade de sobrevivência do "pequeno Mogli".

O líder da República de Tuva Sholban Kara-ool recorreu ao Facebook para contar a história do menino e para partilhar algumas imagens.

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.