sicnot

Perfil

Mundo

Polícia brasileira prende português procurado pela Interpol por crimes financeiros

A Polícia Federal do Brasil prendeu esta sexta-feira, em São Paulo, um português procurado por crimes financeiros cometidos em Portugal, que estava inscrito na lista da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol).

"Policiais federais que atuam na Representação Regional da Interpol em São Paulo cumpriram na manhã de hoje um mandado de prisão em desfavor de um cidadão português procurado por crimes financeiros cometidos em seu país de origem entre 2002 e 2004. Ele estava inscrito na difusão vermelha da Interpol, de foragidos internacionais", lê-se em nota da Polícia Federal.

O mandado, acrescentou a mesma fonte, "decorre de sentença condenatória de oito anos de prisão, expedida em 2013 pela Justiça portuguesa".

"O estrangeiro de 44 anos reside há quatro anos no Brasil. Desde 2007, a sua primeira vinda ao país, vinha fazendo investimentos no Brasil, no ramo de lubrificantes, em que trabalhava como empresário", segundo a força policial brasileira.

"Após a localização do foragido na cidade de Guarulhos, grande São Paulo", ele foi "preso na sua residência" e agora permanecerá sob "custódia da Polícia Federal, à disposição da Justiça, enquanto aguarda o fim do processo de extradição para Portugal", avançou a mesma fonte.

Contactada pela agência Lusa, a Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo disse que não podia avançar o nome do cidadão em causa e não especificou quais os crimes financeiros de que é acusado.

Lusa

  • Governo vai avaliar situação da associação Raríssimas
    1:41

    País

    O Governo promete avaliar a situação da instituição Raríssimas e agir em conformidade, depois da denúncia de alegadas irregularidades na gestão financeira. A presidente da instituição terá usado dinheiro da Raríssimas para gastos pessoais como vestidos de alta-costura e alimentação. Esta é uma instituição que apoia doentes e famílias que convivem de perto com doenças raras. 

  • Diáconos permanentes: quem são e que cargo ocupam na comunidade católica
    10:04
  • Múmia quase intacta descoberta em Luxor
    1:23

    Mundo

    O Egito anunciou, este sábado, a descoberta de dois pequenos túmulos com 3.500 anos na cidade de Luxor. Foram também encontrados uma múmia em bom estado de conservação, uma estátua do deus Ámon Ra e centenas de artefactos de madeira e cerâmica ou pinturas intactas.