sicnot

Perfil

Mundo

Samsung Galaxy Note II incendeia-se em avião com destino à Índia

© Reuters

Um smartphone da Samsung ardeu, esta sexta-feira, durante um voo da companhia IndiGo, que fazia a ligação entre Singapura e Chennai. Índia. Apesar do incidente com o modelo Galaxy Note II, o avião aterrou em segurança e não houve mais danos a registar.

O telemóvel foi encontrado numa mala, depois de alguns passageiros terem notado fumo a sair de um dos compartimentos da bagageira, explica a companhia aérea num comunicado.

O mesmo documento relata que a tripulação detetou fumo e faíscas vindas do smartphone, usou mesmo um extintor de incêndio e colocou depois o aparelho num recipiente com água na casa de banho.

Apesar do insólito, nenhum ocupante da aeronave sofreu quaisquer ferimentos e o aparelho aterrou em Chennai com normalidade.

O telemóvel será agora examinado para determinar as causas que o levaram a incendiar-se.

A Samsung retirou do mercado, no passado dia 2 de setembro, o modelo Galaxy Note 7, depois de terem sido detetadas várias anomalias nas baterias, que levaram a vários relatos de explosões durante o carregamento dos aparelhos. O lançamento do modelo em Portugal foi adiado.

Desde então, várias companhias aéreas de todo o mundo proibiram os passageiros de usarem estes smartphones nos voos.

Agora, a Direção Geral de Aviação Civil da Índia pediu para os passageiros evitarem levar quaisquer Samsung Note, ou pelo menos os manterem desligados durante o voo.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.