sicnot

Perfil

Mundo

Ban Ki-moon avisa que ataques a civis em Alepo podem ser crime de guerra

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, afirmou-se este sábado "consternado com a escalada militar" em Alepo, na Síria, nos últimos dias, e avisou que os bombardeamentos podem constituir crime de guerra.

Numa declaração divulgada pelo seu gabinete, Ban Ki-moon cita relatos de ataques aéreos com recurso a engenhos incendiários e bombas de elevada potência na ofensiva lançada pelas forças do regime sírio e do seu aliado, a Rússia, e que tem mantido Alepo permanentemente sob fogo.

Ban Ki-moon afirma que a "aparente utilização sistemática deste tipo de armas indiscriminadas em áreas com muita população pode constituir crime de guerra".

"A comunidade internacional deve unir-se para enviar uma mensagem clara afirmando que não tolerará o uso cego de armas cada vez mais mortíferas contra civis", declara.

O secretário-geral das Nações Unidas refere que Alepo, a segunda maior cidade síria e a capital económica do país, está a enfrentar o bombardeamento mais intenso e ininterrupto desde o início do conflito" na Síria, há cinco anos, classificando o dia de hoje como "um dia negro para o envolvimento do mundo na proteção de civis".

Os ataques de hoje causaram pelo menos 45 mortos e deixaram cerca de dois milhões de pessoas sem acesso a água.

Os bairros tomados pelos rebeldes, na zona leste de Alepo, enfrentam, pelo quinto dia consecutivo, intensos ataques aéreos e de artilharia, quando o exército se prepara para uma ofensiva terrestre para tentar recuperar o total da cidade dividida.

Lusa

  • Bombardeamentos russos e sírios deixam Alepo sem água
    1:49

    Mundo

    Pelo menos 32 pessoas morreram nas últimas horas na Síria, onde as tropas governamentais apertaram o cerco a Alepo. A ofensiva terrestre para recuperar as áreas controladas pela oposição já dura há vários dias. Os rebeldes dizem nas redes sociais que a comunidade internacional está em silêncio perante as atrocidades cometidas polo regime. A cidade de Alepo ficou sem água canalizada devido aos bombardeamentos desta semana.

  • Divulgadas imagens do resgate de duas crianças sírias nos ataques a Alepo
    2:00

    Mundo

    Uma menina de 5 anos e um bebé foram dois dos sobreviventes dos últimos bombardeamentos aos bairros rebeldes de Alepo, que o regime sírio tenta reconquistar. Esta sexta-feira, pelo menos 91 pessoas morreram. Os bombardeamentos atingiram as estruturas dos Capacetes Brancos, que organizam socorro aos civis na Síria. As imagens podem chocar as pessoas mais sensíveis.

  • "Temos de jogar melhor do que frente à Espanha"
    0:45
  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • Os momentos que marcaram o 6.º dia de Mundial
    0:58
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11

    Mundo

    A nova política de imigração de Donald Trump está a suscitar reações indignadas. Na fronteira com o México, as crianças refugiadas estão a ser retiradas à força aos pais e levadas para centros de acolhimento. Esta terça-feira, foi divulgado um registo áudio de uma criança a suplicar pelos pais a um dos agentes da polícia fronteiriça.

  • Protecionismo de Trump abala Wall Street

    Economia

    Abalada pela exacerbação das disputas comerciais entre os EUA e a China, a bolsa nova-iorquina encerrou esta terça-feira em baixa, com o seletivo Dow Jones a fechar em queda pela sexta sessão consecutiva.