sicnot

Perfil

Mundo

Escritor jordano Nahed Hattar assassinado frente ao tribunal onde era julgado

Um escritor jordano controverso, Nahed Hattar, foi assassinado este domingo frente a um tribunal em Amã, onde estava a ser julgado por publicar uma caricatura considerada ofensiva para o Islão, noticia a agência oficial Petra.

A agência, citada pela AFP, indica que Hattar, de 56 anos, foi atingido com três balas junto ao tribunal de Abdali, no centro da capital da Jordânia, e "o assassino foi detido".

O escritor, cristão de 56 anos, tinha sido detido a 13 de agosto após publicar na sua conta da rede social Facebook uma caricatura que troçava dos islamitas do grupo extremista sunita Estado Islâmico.

A acusação era de "incitação às divisões confessionais" e de "insulto" contra o Islão.

O escritor foi libertado no início de setembro sob caução.

A Jordânia é um membro destacado da coligação liderada pelos EUA de combate ao Estado Islâmico no Iraque e na Síria e a 21 de junho foi palco de um atentado suicida que matou sete guardas fronteiriços.

O país já levou a cabo ataques contra os islamitas e alberga tropas da coligação no seu território.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.