sicnot

Perfil

Mundo

Partido Nacionalista Basco mantém-se como primeira força política no País Basco

© Vincent West / Reuters

O Partido Nacionalista Basco (PNV) venceu, com maioria relativa, as eleições para o parlamento regional, mantendo-se à frente do governo da região espanhola com o apoio de outra força política.

Nas legislativas regionais realizadas hoje, o PNV conseguiu aumentar de 27 para 29 deputados a sua representação no parlamento regional com 75 assentos.

Os independentistas do EH Bildu (Euskal Herria Bildu - coligação de vários partidos regionais de esquerda) ficam em segundo lugar com 17 deputados, menos cinco do que nas eleições regionais anteriores em 2012.

Na terceira posição ficou o Podemos (radicais de esquerda) que, com 11 lugares, entra no parlamento regional pela primeira vez, depois de ter sido o partido mais votado na região nas eleições nacionais de 26 junho último.

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) foi a força política mais penalizada nesta Comunidade Autónoma, tendo baixado de 16 para nove o número de representantes no parlamento regional.

O Partido Popular (PP, direita) também obtém nove deputados, menos um do que nas eleições anteriores.

A Comunidade Autónoma do País Basco é uma das 17 comunidades em que a Espanha está dividida e está situada no nordeste do país.

Esta comunidade faz parte da região historicamente denominada País Basco, que inclui outra comunidade autónoma em Espanha, Navarra, e a região adjacente em França, que os nacionalistas bascos consideram como território cultural e linguístico do povo basco.

Este domingo também se realizaram eleições na Galiza com a vitória por maioria absoluta do PP que continuará a governar sozinho esta região.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.