sicnot

Perfil

Mundo

Atirador abatido após ferir seis pessoas no Texas

Reuters

Seis pessoas foram hoje feridas a tiro num centro comercial de Houston, no estado norte-americano no Texas. O atirador foi abatido pela polícia.

Última atualização às 15:34

As vítimas têm ferimentos de diversa gravidade, com algumas a serem atingidas por estilhaços de vidro e outras pelos disparos, precisou Richard Mann, porta-voz dos bombeiros. Os feridos foram transportados para o hospital, indicou.

O autor dos disparos foi abatido pela polícia, que entretanto confirmou a sua morte no Twitter. O atirador não foi transportado de imediato para o hospital, com as equipas de desminagem a pretenderem assegurar que não transporta explosivos, sublinhou Mann.

O tiroteio terá ocorrido cerca de 06:30 (12:30 em Lisboa) no exterior de uma zona comercial situada perto do cruzamento das ruas Weslayan e Bissonnet, nesta metrópole que é a quarta cidade dos Estados Unidos.

Uma testemunha, a pessoa que ligou para os serviços de emergência, disse a uma televisão local que ouviu cerca de 30 tiros disparos. Disse ainda que o homem disparou durante pelo menos 15 minutos, antes da chegada da polícia.

As televisões norte-americanas mostraram o parqueamento de uma zona comercial, onde afluíram dezenas de veículos de socorro, e ainda viaturas com impactos de bala. As autoridades pediram à população para evitar o local.

O porte de arma visível na via pública é autorizado no Texas.

Com Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28