sicnot

Perfil

Mundo

China diz que estadia de primeiro-ministro nos Açores é apenas "escala técnica"

Li estará hoje e na terça-feira nos Açores, depois de ter realizado um périplo pelo continente americano

© Alexandre Meneghini / Reuters

A China disse hoje que a estada de dois dias do primeiro-ministro, Li Keqiang, na ilha Terceira, nos Açores, se trata apenas de uma "escala técnica", optando por não comentar o alegado interesse geoestratégico no território.

Li estará hoje e na terça-feira nos Açores, depois de ter realizado um périplo pelo continente americano, que incluiu visitas à sede da Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque, Canadá e Cuba.

"Pelo que sabemos, o primeiro-ministro Li estará na ilha Terceira para uma escala técnica", afirmou o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Geng Shuang, numa conferência de imprensa, em Pequim.

Trata-se da terceira visita de um responsável chinês ao território insular, no espaço de cerca de quatro anos.

Em 2014, o Presidente chinês, Xi Jinping, efetuou uma escala técnica de cerca de oito horas na ilha Terceira, onde se encontrou com o então vice-primeiro-ministro português, Paulo Portas.

Dois anos antes, o então primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, escalou também naquela ilha.

As visitas ocorreram depois de os Estados Unidos da América terem anunciado a redução da sua presença na Base das Lajes.

No ano passado, o presidente do governo regional dos Açores, Vasco Cordeiro, salientou, em entrevista à RTP, a possibilidade de aquela infraestrutura ser usada por outro país que não os EUA, dando o exemplo da China, com quem Portugal tem "uma relação diplomática" que é "muito anterior" àquela que tem com Washington.

Na Praia da Vitória, concelho onde se localiza a Base das Lajes, existe também um porto oceânico no qual os chineses podem ter interesse.

Questionado pela agência Lusa, o porta-voz do MNE chinês não confirmou nem desmentiu um interesse geoestratégico no território.

Geng salientou antes que as relações entre Portugal e China "atravessam um período de progresso estável", com os dois países "a realizarem frequentemente visitas e intercâmbios" e a gozarem de "forte confiança política mútua".

"A China vai-se esforçar, junto com Portugal, para impulsionar a parceria estratégica global estabelecida entre os dois países", acrescentou.

O acordo luso-chinês de "parceria estratégica global", um dos primeiros do género que a China estabeleceu com nações europeias, foi assinado em dezembro de 2005 em Portugal pelos chefes de governo dos dois países.

Na semana passada, o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, rejeitou também a existência de "uma agenda escondida" na reunião que terá hoje com Li Keqiang, na Base das Lajes, afirmando que esta visa apenas preparar a viagem do primeiro-ministro português, António Costa, à China.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.