sicnot

Perfil

Mundo

Ex-ministro brasileiro do PT detido na Operação Lava Jato

reuters

A Polícia Federal (PF) brasileira deteve hoje o ex-ministro Antônio Palocci, no âmbito da Operação Lava Jato, que investiga um grande esquema de corrupção no Brasil, divulgou a imprensa brasileira.

De acordo com o portal de notícias G1, Antônio Palocci (do Partido dos Trabalhadores/PT), que foi ministro da Casa Civil no Governo da Presidente Dilma Rousseff e ministro das Finanças no Governo de Lula da Silva, foi preso no âmbito da 35.ª fase da Operação Lava Jato, batizada de "Omertà".

A prisão do ex-ministro foi pedida pela PF e acatada pela Justiça. Os polícias também cumprem mandados na casa e no escritório do ex-ministro.

As suspeitas sobre Palocci surgiram na delação premiada (denúncia em troca de redução de pena) de outro acusado na Lava Jato, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Costa disse que, em 2010, Alberto Youssef (outro alegado envolvido no esquema de corrupção detido no âmbito da Operação Lava Jato) lhe pediu dois milhões de reais (cerca de 550 mil euros) da quota de subornos do Partido Progressista (PP) para a campanha presidencial de Dilma Rousseff e o pedido terá sido feito por encomenda de Palloci.

Segundo a PF, a atual fase investiga indícios de uma relação criminosa entre um ex-ministro com o comando da principal construtora do país, o grupo Odebrecht.

"Há indícios de que o ex-ministro atuou de forma direta a propiciar vantagens económicas ao grupo empresarial nas mais diversas áreas de contratação com o poder público, tendo sido ele próprio e personagens do seu grupo político beneficiados com vultosos valores ilícitos", referiu a PF.

Ao todo, nesta fase da Lava Jato foram expedidos 45 mandados judiciais, sendo 27 de busca e apreensão, três de prisão temporária e 15 de condução coercitiva (quando a pessoa é levada para prestar depoimento) em São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Baía, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.

  • 6 polícias feridos e 4 detidos em manifestação pela morte de português em Londres
    1:29

    Mundo

    A manifestação começou ainda durante a tarde deste domingo, na capital britânica e culminou em violência, com 6 polícias feridos, 4 pessoas detidas e a evacuação de uma das principais estações de transportes da zona leste da Londres. Os manifestantes acusam a polícia britânica de agressão na noite de 15 de junho, quando um português, de 25 anos, foi mandado parar pela polícia. O jovem acabou por morrer no hospital 5 dias depois.

  • Novo avião da TAP a lembrar o passado
    1:32
  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01

    País

    Um avião da TAP voltou a cruzar-se este domingo com um drone, enquanto se preparava para aterrar no aeroporto de Lisboa. A aproximação deu-se a 900 metros de altitude e passou muito perto da asa da aeronave. Este é o 10.º incidente com drones este ano e o 6.º este mês.

  • Os russos adoram Portugal
    2:48

    Taça das Confederações

    Os portugueses que foram à Rússia para a Taça das Confederações ficaram surpreendidos pela forma calorosa com que todos foram recebidos. Cristiano Ronaldo é o grande responsável por esta paixão pelo nosso país.

    Enviados SIC

  • Naufrágio na Colômbia registado em vídeo
    2:11

    Mundo

    Um barco de turismo naufragou na Colômbia, ontem à tarde. A bordo estavam cerca de 170 passageiros. Há pelo menos seis mortos confirmados e 28 pessoas continuam desaparecidas. O barco afundou-se ao largo de uma barragem, perante o olhar incrédulo de dezenas de pessoas.

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.