sicnot

Perfil

Mundo

Heroína da banda desenhada indiana retrata ataques com ácido

Os ataques com ácido estão agora retratados numa banda desenhada indiana. Priya - a super heróina criada há dois anos - regressa agora para lutar contra este tipo de violência.

Priya é uma sobrevivente de violação tornada super heroína na Índia, através da banda desenhada. Inspirado nos contos mitológicos hindus, Priya Shakti - o primeiro livro sobre a personagem - foi lançado há dois anos. Conta a história de uma jovem sobrevivente de violação que luta contra a violência sexual na Índia.

A nova história, agora lançada, foca-se nos ataques com ácido na Índia e em todo o mundo.

"A razão de ter escolhido este tema deve-se à cçara correlação entre as violações e os ataques com ácido. O regime patriarcal, o estigma social e as atitudes em relação às vítimas são as mesmas, nos dois casos. Na verdade, prenso que a falta de empatia face às sobreviventes de ataques com ácido é dez vezes maior, porque as cicatrizes são visíveis", explica à BBC um dos criadores, Ram Devineni.

MIlhares de mulheres na Índia, Paquistão, Bangladesh, na Colômbia e em África ficam marcadas para a vida em ataques com ácido, todos os anos. Os agressores são, na maioria dos casos, homens que atuam motivados por sentimentos de vingança.

O livro de banda desenhada, com 36 páginas, será lançado no Festival de Cinema de Nova Iorque na primeira semana de outubro e será publicado em cinco línguas - inglês, hindi, português, espanhol e Italiano. Pode ser descarregado através do site.

Devineni explica que a mensagem é dirigida aos rapazes adolescentes.

"É a forma perfeita de os educar em temas sobre a violência de género, de dizer-lhes o quão devastador esta arma líquida é. Precisamos de discussões complexas sobre estes assuntos, discussões que ajudem a mudar as mentalidades", diz.

  • Coreia do Norte lança novo míssil balístico

    Mundo

    O Pentágono detetou esta sexta-feira mais um lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte. O primeiro-ministro japonês já confirmou o lançamento, que terá atingido a zona económica exclusiva, no Mar do Japão.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.