sicnot

Perfil

Mundo

Hollande garante que vai desmantelar "selva" de Calais

Reuters

O Presidente francês, François Hollande, afirmou hoje, durante a sua primeira visita à chamada selva de Calais, no norte de França, que vai "desmantelar completa e definitivamente" o imenso campo, onde se encontram entre 7 mil e 10 mil migrantes.

"O governo irá até ao fim", sublinhou o chefe de Estado francês, pedindo igualmente aos britânicos que "façam a sua parte" na resolução do problema.

Calais, que recebe milhares de pessoas que pretendem chegar a Inglaterra, acolhe o maior campo de migrantes de França.

Sob pressão da direita, Hollande deu um novo impulso ao seu próprio compromisso de combater a imigração ilegal, prometendo "desmantelar completamente" o acampamento.

O seu governo afirmou que tal vai suceder "antes do inverno", estando em curso uma série de preparativos que sugerem que essa operação pode começar em breve.

Mas os planos para realocar os migrantes têm desencadeado controvérsia e protestos, com os residentes das zonas onde os centros de acolhimentos deverão ser estabelecidos a oporem-se veementemente à mudança.

Na passada sexta-feira, o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, afirmou que a repartição por território francês dos 9.000 migrantes que estão a ser retirados do campo de Calais é uma "tarefa atingível" que não deve "colocar problemas", sendo algo que "que se faz com uma boa organização

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.