sicnot

Perfil

Mundo

Monitorizar a diabetes no smartwatch

Reuters

Um sensor à base de cobre para detetar a glucose nos fluidos corporais poderá revolucionar a forma como se monitoriza, por exemplo, a diabetes.

Investigadores da Universidade de Wollongong, na Austrália, criaram uma estrutura porosa que, dizem, consegue deterar rapida e rigorosamente os níveis de glucose , nos fluidos corporais.

Os diabéticos têm níveis baixos de insulina, uma hormona que converte o açúcar em energia.

A alimentação e a atividade física podem, juntamente com outros fatores, influenciar os níveis de glucose, que têm de ser monitorizados diariamente.

Os dispositivos existentes são, no entanto, de tecnologia dispendiosa, sobretudo devido ao uso de metais preciosos como a platina no seu sensor. O cobre, por seu turno, é um bom consutor mas muito reativo quando exposto ao ar.

Os investigadores conseguiram, porém, uma mistura de cobre líquido com polistireno, que resulta num dispositivo de estrutura porososa, semelhante a uma esponja.

Os cientistas esperam que este sensor de cobre possa futuramente ser integrado num smartwatch, por exemplo, fornecendo através do suor leituras constantes do nível de glucose do seu portador - que poderão até ser enviadas diretamente ao médico.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Johnny Depp sugere assassínio de Trump
    0:31