sicnot

Perfil

Mundo

Rússia repudia "tom e retórica inadmissíveis" dos EUA e Reino Unido sobre a Síria na ONU

A Rússia repudiou hoje "o tom e a retórica inadmissíveis" dos embaixadores dos Estados Unidos e do Reino Unido na ONU, que no domingo acusaram as forças russas na Síria de barbárie e de crimes de guerra.

"Consideramos o tom e a retórica dos representantes do Reino Unido e dos Estados Unidos inadmissíveis e passíveis de prejudicar as nossas relações e o processo de resolução" do conflito, disse à imprensa o porta-voz da presidência russa, Dmitri Peskov.

O porta-voz caracterizou a situação na Síria como "extraordinariamente complicada" e voltou a acusar os rebeldes de utilizarem o cessar-fogo para "se reagruparem e renovarem o seu arsenal" com vista a novas ofensivas.

"Constatamos igualmente que continua a não haver uma separação entre a chamada oposição moderada e os terroristas" em Alepo, acrescentou. "Isso torna a situação extremamente tensa".

Peskov sublinhou contudo que, apesar de os termos do cessar-fogo serem "pouco eficazes", a Rússia "não perde a esperança nem a vontade política" de avançar no processo de paz na Síria.

Durante o fim de semana, os países ocidentais endureceram o tom em relação à Rússia, acusando-a diretamente de organizar a ofensiva em curso contra Alepo.

A embaixadora norte-americana na ONU, Samantha Power, acusou mesmo Moscovo de "barbárie", o embaixador francês, François Delattre, referiu-se a "crimes de guerra" cometidos pelas forças russas que apoiam as do regime sírio na ofensiva em Alepo e o embaixador britânico, Matthew Rycroft, sugeriu uma análise dos factos pelo Tribunal Penal Internacional.

Lusa

  • " A melhoria das contas públicas não foi feita à custa dos portugueses"
    1:30

    País

    Numa espécie de balaço deste ano e meio de governação, o primeiro-ministro voltou a assinalar voltou a assinalar a redução do défice e as melhorias nas contas públicas. Num jantar com militantes em Coimbra, António Costa garantiu ainda que a "verdadeira reforça do Estado avança até ao final desta legislatura, que é a Descentralização.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • Norte também quer naturismo e praias de nudistas

    País

    O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal defendeu hoje a criação de praias naturistas legalizadas na região, fazendo a apologia da formação de associações e negando que este seja um destino conservador.