sicnot

Perfil

Mundo

Rússia repudia "tom e retórica inadmissíveis" dos EUA e Reino Unido sobre a Síria na ONU

A Rússia repudiou hoje "o tom e a retórica inadmissíveis" dos embaixadores dos Estados Unidos e do Reino Unido na ONU, que no domingo acusaram as forças russas na Síria de barbárie e de crimes de guerra.

"Consideramos o tom e a retórica dos representantes do Reino Unido e dos Estados Unidos inadmissíveis e passíveis de prejudicar as nossas relações e o processo de resolução" do conflito, disse à imprensa o porta-voz da presidência russa, Dmitri Peskov.

O porta-voz caracterizou a situação na Síria como "extraordinariamente complicada" e voltou a acusar os rebeldes de utilizarem o cessar-fogo para "se reagruparem e renovarem o seu arsenal" com vista a novas ofensivas.

"Constatamos igualmente que continua a não haver uma separação entre a chamada oposição moderada e os terroristas" em Alepo, acrescentou. "Isso torna a situação extremamente tensa".

Peskov sublinhou contudo que, apesar de os termos do cessar-fogo serem "pouco eficazes", a Rússia "não perde a esperança nem a vontade política" de avançar no processo de paz na Síria.

Durante o fim de semana, os países ocidentais endureceram o tom em relação à Rússia, acusando-a diretamente de organizar a ofensiva em curso contra Alepo.

A embaixadora norte-americana na ONU, Samantha Power, acusou mesmo Moscovo de "barbárie", o embaixador francês, François Delattre, referiu-se a "crimes de guerra" cometidos pelas forças russas que apoiam as do regime sírio na ofensiva em Alepo e o embaixador britânico, Matthew Rycroft, sugeriu uma análise dos factos pelo Tribunal Penal Internacional.

Lusa

  • Ricardo Salgado constituído arguido no processo EDP

    País

    Ricardo Salgado foi constituído arguido no processo EDP. Uma notícia confirmada pela defesa do antigo banqueiro. A defesa de Ricardo Salgado diz ser falsa e despropositada a tese do Ministério Público e nega que o banqueiro tenha participado num suposto ato de corrupção em benefício do GES e da EDP.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Passageiros do voo da Southwest Airlines usaram as máscaras de oxigénio ao contrário

    Mundo

    Uma pessoa morreu e sete outras ficaram feridas esta terça-feira depois de um avião da Southwest Airlines ter aterrado de emergência no aeroporto de Filadélfia, nos Estados Unidos. Ao longo da semana várias pessoas ligadas à aviação fizeram comentários sobre a forma como os passageiros utilizaram as máscaras de oxigénio, como é o caso de Bobby Laurie, um ex-comissário de bordo.

    SIC

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Cultura

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16