sicnot

Perfil

Mundo

Sexagenário que atingiu a tiro duas pessoas em França rendeu-se à polícia

O sexagenário francês que abriu fogo esta segunda-feira, em frente a um supermercado na região de Paris, ferindo gravemente duas pessoas, entregou-se às forças de elite da polícia horas depois de se ter barricado no seu apartamento.

O tiroteio aconteceu ao fim da manhã de hoje em Port-Marly, cerca de 30 quilómetros a oeste da capital francesa. De acordo com fontes judiciais, a motivação do homem para o crime terá sido "um litígio de ordem privada".

Na sequência dos disparos uma mulher de 57 anos e um homem de 73 anos ficaram gravemente feridos, encontrando-se hospitalizados "entre a vida e a morte", explicou à agência France Presse uma fonte próxima das investigações.

Após os disparos o homem barricou-se no seu domicílio, entregando-se horas depois -- juntamente com a sua mulher -- às forças de elite da polícia francesa. O apartamento do atirador situa-se a poucas centenas do supermercado em frente ao qual o homem começou a disparar.

O autor dos tiros "é conhecido da polícia" por "questões de Direito Comum", assegurou a mesma fonte.

O tribunal de Versailles, que tem a jurisdição sobre a área onde aconteceu o crime, descartou a possibilidade de se tratar de um ato de terrorismo.

A França está em alerta máximo desde há vários meses devido a atos de terrorismo jihadista mortíferos (à bomba, a tiro ou recorrendo a atropelamentos de multidões) que já resultaram em mais de duas centenas de mortos em cidades como Paris e Nice.

Lusa

  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Cão interrompe jornal em direto
    1:00