sicnot

Perfil

Mundo

Ataques a Alepo são "flagrante violação do direito internacional", alerta NATO

Reuters

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, considerou hoje que o bombardeamento de Alepo é "moralmente inaceitável" e uma "violação flagrante do direito internacional", pedindo à Rússia "esforços credíveis" para restaurar o cessar-fogo.

"Os chocantes ataques a Alepo impressionaram-nos a todos e a violência e os ataques que vimos, incluindo contra uma coluna de ajuda humanitária, são moralmente inaceitáveis e uma violação flagrante do direito internacional", disse Stoltenberg numa conferência de imprensa em Bratislava.

O secretário-geral da NATO não identificou o regime sírio ou as forças russas suas aliadas como responsáveis pelos bombardeamentos, mas as declarações foram feitas depois de as potências ocidentais terem endurecido o tom relativamente à Rússia, com os Estados Unidos a acusarem-na de "barbárie" e o Reino Unido e França de "crimes de guerra", palavras que Moscovo considerou "inaceitáveis".

Stoltenberg, que falava à imprensa após uma reunião de ministros da Defesa da União Europeia (UE) em Bratislava, considerou que a violência persistente na Síria "reforça a importância de encontrar uma solução diplomática e pacífica" para o conflito.

"Junto-me aos apelos internacionais à Rússia para que mostre esforços credíveis para restaurar a cessação de hostilidades, permitir a entrada de ajuda humanitária em Alepo e criar as condições para o reinício de negociações de transição mediadas pela ONU", disse.

Os bairros controlados pelos rebeldes em Alepo (norte) estão sob intensos bombardeamentos desde quinta-feira.

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC