sicnot

Perfil

Mundo

Hungria nega acusações sobre tratamento degradante a refugiados

O Governo da Hungria negou esta terça-feira as acusações de abusos e tratamento degradante infligidos a refugiados e migrantes, formuladas num relatório da Amnistia Internacional (AI).

"Essas afirmações são falsas e absolutamente sem fundamento", afirmou o secretário de Estado do Interior húngaro, Karoly Kontrat, citado pela agência MTI.

Segundo o governante, a polícia destacada para a defesa das fronteiras cumpre a sua função de maneira "legal e decidida".

Kontrat assegurou que, antes do relatório da organização internacional de defesa dos direitos humanos, a Procuradoria húngara investigou críticas semelhantes feitas pela Human Rights Watch, concluindo que as acusações eram falsas.

A AI publicou hoje um relatório em que denuncia abusos e tratamento degradante infligidos aos refugiados por parte das autoridades húngaras.

"Milhares de candidatos a asilo sofrem abusos violentos, são repelidos ilicitamente e detidos ilegalmente pelas autoridades da Hungria e por um sistema flagrantemente delineado para os travar", afirma a organização internacional de defesa dos direitos humanos.

Centenas de candidatos a asilo esperam meses por uma resposta em "condições degradantes", afirma a organização, citando testemunhos de refugiados que dizem ter sido fisicamente agredidos e até perseguidos por cães.

O relatório da AI, divulgado a propósito do referendo de domingo na Hungria sobre o sistema europeu de quotas para o acolhimento de migrantes, qualifica a campanha para a consulta de "tóxica", com a colocação de centenas de cartazes por todo o país com mensagens que relacionam refugiados e migrantes com terrorismo e outros crimes violentos.

Lusa

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.