sicnot

Perfil

Mundo

Justiça turca manda deter 121 membros de ONG ligada a Fethullah Gülen

Reuters

A procuradoria turca ordenou hoje a detenção de 121 membros da organização turca Kimse Yok Mu, conhecida pela sua proximidade ao predicador islamita Fethullah Gülen, que Ancara acusa de estar por detrás do golpe de Estado falhado de julho.

A ordem de detenção é dirigida contra 121 pessoas em 18 províncias, a maioria em Istambul, por pertencerem à "Organização Terrorista Fethullah Gülen (FETÖ)", nome que o Governo dá ao grupo, informou a agência Anadolu.

Kimse Yok Mu ("Não há ninguém?") é uma organização não-governamental (ONG) fundada em 2004 e na última década foi muito popular na Turquia, recebendo o apoio das cadeias de televisão dirigidas por seguidores de Gülen e também do Governo islamita, até 2013 aliado da organização de Gülen.

A ONG, que se apresentava oficialmente como "corpo caritativo do movimento Gülen", com o objetivo de "erradicar a pobreza no mundo", sem discriminação de etnia, fé ou cultura, foi encerrada pelo Governo a 23 de julho passado, dentro do estado de emergência decretado na sequência do golpe de Estado.

A sua página na Internet foi apagada.

Segundo o diário Hürriyet, as autoridades suspeitam que os dirigentes da ONG, nomeadamente o seu presidente, Ismail Çingöz, tenham saído da Turquia de forma ilegal.

  • Luaty Beirão satisfeito com sinais de mudança de paradigma em Angola
    4:03

    Mundo

    Sete meses depois da tomada de posse de João Lourenço como presidente de Angola, o país vive um tempo de revoluções. Mudanças inéditas que, nas palavras do ativista Luaty Beirão, permitem ter esperança num futuro melhor. O músico esteve em Lagos, a convite da Câmara Municipal, para falar sobre Livros e Liberdade.

  • O portal onde pode consultar certidões e outros documentos sem sair de casa
    7:37
  • Presidente da Comunidade de Madrid demite-se depois da divulgação de vídeo de roubo
    1:27