sicnot

Perfil

Mundo

Neandertais faziam joias com dentes de animais e conchas

Há cerca de 42.000 anos, os neandertais fabricavam pequenas peças de joalheria a partir de dentes de animais, conchas e marfim, revela um novo estudo. A investigação vem demonstrar que estes hominídeos desenvolveram capacidades artísticas antes de serem extintos.

"Agora sabemos que os últimos neandertais na Europa fabricaram artefactos que nós não conhecíamos na cultura material dos neandertais em períodos anteriores", refere à Live Science o responsável da investigação Frido Welker, doutorando no Instituto Max Planck de Antropologia, na Alemanha.

Esta pesquisa baseou-se nos artefactos e ossadas encontrados na gruta de Renne, em Arcy-sur-Cure, na Borgonha, cerca de 200 quilómetros a sudeste de Paris. A descoberta desta gruta aconteceu em 1949 e desde então o seu conteúdo tem sido estudado. Os artefactos descobertos são de há cerca de 50.000 a 40.000 anos, um período no qual o homo sapiens coabitou com os neandertais, levando à sua expulsão da Europa.

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.