sicnot

Perfil

Mundo

Neandertais faziam joias com dentes de animais e conchas

Há cerca de 42.000 anos, os neandertais fabricavam pequenas peças de joalheria a partir de dentes de animais, conchas e marfim, revela um novo estudo. A investigação vem demonstrar que estes hominídeos desenvolveram capacidades artísticas antes de serem extintos.

"Agora sabemos que os últimos neandertais na Europa fabricaram artefactos que nós não conhecíamos na cultura material dos neandertais em períodos anteriores", refere à Live Science o responsável da investigação Frido Welker, doutorando no Instituto Max Planck de Antropologia, na Alemanha.

Esta pesquisa baseou-se nos artefactos e ossadas encontrados na gruta de Renne, em Arcy-sur-Cure, na Borgonha, cerca de 200 quilómetros a sudeste de Paris. A descoberta desta gruta aconteceu em 1949 e desde então o seu conteúdo tem sido estudado. Os artefactos descobertos são de há cerca de 50.000 a 40.000 anos, um período no qual o homo sapiens coabitou com os neandertais, levando à sua expulsão da Europa.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Santana Lopes rejeita responsabilidades nas falhas do SIRESP
    1:21

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Sobre o relatório do SIRESP, António Vitorino diz que há neste momento um passa culpas entre entidades que só vai contribuir para aumentar o receio das populações perante os incêndios. Pedro Santana Lopes, que era primeiro-ministro quando foi assinado o contrato da rede de comunicações, diz que não sente responsabilidades e defende que o importante é perceber o que há de errado com o SIRESP.

  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29