sicnot

Perfil

Mundo

Bactérias dos intestinos revelam grau de obesidade

© Daniel Munoz / Reuters

A diversidade de bactérias presentes nos intestinos pode estar diretamente relacionada com o nível de gordura em todo o organismo.

Segundo o estudo de uma equipa britânica, o risco e grau de obesidade de uma pessoa pode ser previsto e influenciado pelas bactérias, algumas herdadas dos pais.

Analisando as fezes de 1313 indivíduos, os investigadores do King's College de Londres concluíram que quanto menor a diversidade de bactérias, mais gordura há no organismo. Estudaram ainda 3666 gémeos e perceberam que muita gordura é "altamente hereditária".

"O estudo demonstrou uma clara ligação entre a diversidade de bactérias nas fezes e os marcadores de obesidade e risco cardiovascular devido à gordura visceral", afirma uma das investigadoras Michelle Beaumont.

Os cientistas ainda não determinaram a causa e efeito, mas dado que a gordura excessiva está diretamente associada a problemas cardíacos, tudo o que se faça para a reduzir ajuda.

Micróbios e saúde

À medida que se desenvolvem mais estudos sobre os micróbios internos entende-se melhor o papel que têm na nossa saúde e como é importante manter uma diversidade para o melhor processamento de alimentos e para o combate a doenças. Sabe-se já que o nosso microbioma - comunidade de microorganismos que colonizam diversas partes do organismo - contribui para algumas doenças como sindrome de fadiga crónica, depressão, ansiedade ou risco cardiovascular.

A longo prazo, os cientistas esperam conseguir melhorar a saúde das pessoas tratanto diretamento o microbioma.

Há já experiências feitas com ratinhos em que se fez um transplante fecal que de facto "reprogramou" as colónias de bactérias do estômago e eliminou alguns micróbios resistentes a antibióticos.

No que respeita à relação entre as bactérias dos intestinos e a gordura abdominal, ainda são precisas mais investigações.

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • IPSS despejada nos Açores
    2:25

    País

    A IPSS Aurora Social, de Ponta Delgada, nos Açores, foi notificada pelo tribunal a abandonar a cozinha onde, há mais de 20 anos, fornece comida a quem mais precisa. A decisão judicial partiu de uma queixa dos moradores e põe em causa os postos de trabalho de 13 funcionárias, a maioria com deficiência. Há dois anos que a Secretaria Regional de Solidariedade Social dos Açores tenta encontrar uma alternativa à cozinha, que tem licença da câmara.

  • Pais revoltados com transporte de crianças do Mogadouro
    4:14

    País

    Os pais dos alunos de algumas aldeias de Mogadouro estão preocupados com a falta de segurança do transporte dos filhos para a escola, na sede de concelho. Os pais contestam o autocarro degradado, que avaria com frequência, e a falta de cintos de segurança em percursos rurais com dezenas de quilómetros.

  • Quer conhecer os cães mais feios do mundo?
    1:15
  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.